Diário no Sul

Tarifa de ônibus de Pelotas (RS) sobe a partir deste domingo (05)

Prefeitura não vai mais subsidiar o sistema. Foto: Divulgação.

Novo valor será de R$ 4,50 para os transportes urbano e rural

JESSICA MARQUES

A tarifa dos ônibus municipais de Pelotas, no Rio Grande do Sul, vai subir a partir deste domingo, 05 de setembro de 2021.

Segundo a Prefeitura, o novo valor será de R$ 4,50 para os transportes urbano e rural.

Em nota, a administração municipal reforçou que o transporte coletivo está há dois anos sem reajuste. A Prefeitura subsidiou o sistema.

Relembre:

Pelotas (RS) repassa R$ 360 mil ao transporte público e anuncia mudanças no setor

Entretanto, a Prefeitura informou que “a partir deste mês, diante da realidade, não há mais fôlego financeiro para continuar com o modelo adotado durante período de fragilidade e de retomada da economia”.

Segundo a administração municipal, o cálculo da planilha de custos operacionais do sistema, no mês de abril, elevava o valor em R$ 4,30, mas, “graças a adaptações e ajustes, a Prefeitura conseguiu manter a passagem em R$ 4,00 por mais cinco meses, subsidiando, para o passageiro, os R$ 0,30 que teria de desembolsar a mais”.

A fonte de arrecadação do sistema de transporte coletivo é a tarifa. Mesmo com a quebra brusca de passageiros em decorrência da pandemia, o município conseguiu, durante todo o período, assegurar o mesmo valor da passagem para os usuários.

CUSTOS DO SETOR

Em nota, a administração municipal justificou ainda que o diesel, que representa 25% da tarifa, e o custo com pessoal, que absorve 52% da passagem, impactam diretamente na planilha de custos do setor.

“Nos últimos dias, o Município levantou os fatores para atualizar custos de uma nova planilha tarifária, incluindo os aumentos do combustível e, também, a variação anual do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que baliza o reajuste dos funcionários do transporte coletivo urbano e rural. Esse Índice não havia sido considerado no cálculo de abril, que projetou a tarifa para R$ 4,30. Com o novo valor, o Município busca equilibrar essas contas e impede a paralisação do serviço, já que os trabalhadores do setor haviam indicado greve.”

Apesar do reajuste, Pelotas se manterá como uma das cidades, entre as maiores do Estado, com valores de passagem de transporte coletivo mais baixos, conforme ressaltado pela administração municipal.

Confira:

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Se houvesse ética,transparência e legagidade nesse país,que sempre só funcionou e sempre só funcionará a base do crime e do ilegal,o setor já seria 100% estatal para sempre e acabaria essa bosthy@ de licitações fraudulentas e concorrências caras e haveria melhoria.Mas não.Uma organização criminosa e genocida universal chamada sistema está destruindo tudo.Foi essa orcrim que gerou a pandemia.Ruptura com esse sistema criminoso e maldito JÁ.Voto nulooooooooooo……..

Deixe uma resposta para carlos souza Cancelar resposta