Mulheres vítimas de violência doméstica recebem cartão de transporte no Rio de Janeiro

Cartão será carregado no valor de R$ 24,30, o equivalente a até seis passagens de ônibus

ADAMO BAZANI

A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou nesta terça-feira, 31 de agosto de 2021, a criação de um auxílio de transporte para mulheres vítimas de violência doméstica.

De acordo com gestão Eduardo Paes, o Cartão Move-Mulher é destinado apenas para mulheres atendidas pelo Centro Especializado de Atendimento à Mulher Chiquinha Gonzaga (CEAM) ou pelas casas da Mulher Carioca Tia Doca e Dinah Coutinho.

Segundo a prefeitura, o cartão será carregado no valor de R$ 24,30, o equivalente a até seis passagens de ônibus.

“A ideia é evitar que essas mulheres deixem de ter atendimento especializado por falta de recursos financeiros necessários ao deslocamento até locais como delegacias, postos de saúde e centro de referência em assistência social” – diz nota da administração municipal.

O público beneficiado será formado por mulheres em situação de violência doméstica e familiar atendidas em unidades municipais especializadas, vinculadas à Secretaria Especial de Políticas e Promoção da Mulher.

As tarifas são custeadas por recursos da pasta.

Segundo a prefeitura, o CEAM realiza aproximadamente 250 atendimentos a mulheres em situação de violência e, atualmente, faz o acompanhamento contínuo de cerca de 130 vítimas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta