Micro-ônibus autônomo que atropelou atleta paraolímpico no Japão vai voltar a operar, diz Toyota

Fabricante diz que aumentará a quantidade dos sons de alerta de aproximação dos veículos, melhorará o sistema de direção manual e educará os operadores para responder às necessidades de segurança dos atletas dos Jogos Paraolímpicos

ADAMO BAZANI

A Toyota informou em comunicado à imprensa nesta segunda-feira, 30 de agosto de 2021, que os micro-ônibus e-Palette vão voltar a operar na Vila Olímpica no Japão.

O retorno do transporte deve ocorrer já nesta terça-feira, 31 de agosto de 2021.

Como mostrou o Diário do Transporte, na última quinta-feira (26), uma das unidades atropelou o judoca japonês Aramitsu Kitazono, de 30 anos, que é deficiente visual.

Kitazono sofreu ferimentos na cabeça e pernas.

Pela versão oficial, o veículo transportava cinco passageiros e tinha dois funcionários acompanhando a marcha autônoma do micro-ônibus ‘e-Palette’.

Jornais japoneses relataram que os dois funcionários disseram que o micro-ônibus estava parando, mas que acionaram o botão de partida por pensarem que o atleta pararia de atravessar e temiam que o veículo mudasse a rota.

Os profissionais ainda disseram que o atleta não tinha nenhuma bengala ou outra sinalização de deficiência visual e que um guarda de trânsito estava no local.

Por ser elétrico, o veículo tem níveis de ruído muito baixos.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/08/27/micro-onibus-autonomo-atropela-atleta-das-paraolimpiadas-no-japao/

No comunicado desta segunda-feira (30), a Toyota informou que o Comitê Organizador Paraolímpico e a empresa tomaram providências para deixar o micro-ônibus autônomo mais seguro:

Medidas de segurança aprimoradas

Os pedestres

O Comitê Organizador irá reiterar as especificações do ambiente de caminhada na Vila dos Atletas e as regras para movimentação na Vila durante o Encontro dos Líderes de Equipe dos Atletas e o fará em outras oportunidades.

Os veículos

A Toyota aumentará o volume dos sons de alerta de aproximação dos veículos, melhorará o sistema de direção manual e educará os operadores para responder às necessidades de segurança da diversidade de pessoas exclusivas dos Jogos Paraolímpicos. Esses incluem:

  • Direção automática – mudanças na aceleração / desaceleração manual e parada
  • Aumento do volume dos sons de alerta de aproximação
  • Aumento do número de membros da tripulação

A infraestrutura, incluindo guias

Aumentado do número de guias e aumentando a capacidade. Especificamente, para operações que parecem iguais às dos Jogos Olímpicos, os guias devem receber treinamento para atender às diversas necessidades de pedestres que são exclusivas dos Jogos Paraolímpicos. Exemplos:

  • Estabelecer um sistema que possa funcionar no lugar dos semáforos para guiar com segurança veículos e pedestres.
  • Aumentar o número de guias nos cruzamentos (dos atuais seis para mais de 20)
  • Separar os guias em dois grupos, um específico para veículos e outro especificamente para pedestres.

Após a tomada dessas providências, garantindo tempo para a capacitação do pessoal in loco e realização de testes, a Comissão Organizadora determinou que as operações fossem retomadas a partir das 15h de terça-feira, 31 de agosto de 2021.

A Toyota continuará fazendo melhorias no dia a dia, mesmo após a retomada das operações, até o fechamento da Vila dos Atletas dos Jogos Paraolímpicos e continuará cooperando com o Comitê Organizador para garantir a segurança dos atletas e demais pessoas envolvidas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta