Fretadão é aprovado em programa de aceleração da Endeavor

Companhia informa que tem registrado crescimento de 20 a 30% ao mês. Foto: Divulgação.

Até o final de 2021, empresa planeja ampliar a sua operação para mais 13 cidades no Brasil e chegar a 50 mil passageiros transportados

JESSICA MARQUES

O Fretadão, startup de gestão de transporte fretado por aplicativo, foi aprovado para para participar da 2ª turma de 2021 do Programa Scale-Up Endeavor, para aceleração.

Uma aceleradora de startups é uma empresa que agiliza o crescimento de determinado negócio. Em geral, o processo pode ser feito por meio de investimento financeiro, mentoria ou facilidades de infraestrutura.

No caso do Fretadão, a jornada de aceleração, que conta com patrocínio gold da EY, consiste em um profundo diagnóstico do negócio, seguido de mentorias periódicas entre os meses de agosto e dezembro, encontros temáticos específicos, além da oportunidade de geração de negócios entre as scale-ups selecionadas.

A startup foi selecionada por cumprir os pré-requisitos necessários: empresas com alto potencial de crescimento, diferenciais competitivos claros e um modelo de negócio comprovado pelo mercado.

“Para nós, essa aprovação é uma confirmação de que estamos no momento certo para expandir ainda mais. Não apenas de forma acelerada, mas também com consistência e sustentabilidade. Sem dúvida, os conselhos dos mentores e mentoras serão muito importantes nesse processo e para o futuro”, afirmou o CEO do Fretadão, Antonio Carlos Gonçalves, em nota.

“Internamente, toda a equipe trabalha com o propósito de melhorar a vida dos passageiros e a mobilidade urbana no Brasil. Isso com certeza faz a diferença nos resultados do negócio no final de cada dia e em conquistas como essa”, disse também.

CRESCIMENTO E INVESTIMENTOS

Fundado em 2014, na cidade de São Paulo, por Antonio Carlos Gonçalves, Alexandre Santos e Bruno Milaré, o Fretadão registrou entre julho de 2020 e julho de 2021 um crescimento de 142% no número de passageiros e de 96% no número de linhas.

Atualmente, a empresa transporta 14.300 pessoas entre a residência e o trabalho. Ao todo, são 845 linhas parceiras distribuídas entre importantes vias de cidades em regiões tão diversas como SP, RS e MG.

“Nossa expectativa é que, após esse programa de aceleração, tenhamos ainda mais potencial para alcançar a nossa meta de 50 mil passageiros e 13 estados novos no Brasil – entre contratos particulares e com grupos corporativos. Atualmente, já estamos crescendo de 20 a 30% ao mês”, projeta Gonçalves.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta