Doria propõe plano de investimentos do setor privado de R$ 70 bilhões até 2040 com foco para ferrovia e rodovia

Até 2040 devem ser implantados 600 km de trilhos em todo o estado, 300 km de rodovias e 13 plataformas de logística, ainda de acordo com a proposta

WILLIAN MOREIRA

O governo de São Paulo pretende realizar até o final deste ano, audiências públicas para discutir a viabilidade de um programa voltado para o setor de logística, com obras pelos próximos 20 anos, projetando a conclusão de todo o cronograma de ações até 2040.

É estimado pela gestão João Doria um investimento de R$ 70 bilhões pela iniciativa privada, com 77% deste montante apenas no meio ferroviário para o transporte de carga e passageiros.

Além do Trem Intercidades (TIC) que na próxima segunda-feira, 16 de agosto de 2021, realizará uma audiência pública em Campinas, no interior paulista, há estimativa de linhas expressas para o transporte de cargas para aumentar a fluidez de produtos até os pontos de distribuição e exportação, como por exemplo, o Porto de Santos.

Também são consideradas obras rodoviárias que contemplem as regiões de aglomerados de cidades com maior concentração populacional, entre as quais, as regiões de Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e de São José dos Campos.

Para o embasamento dos debates, será utilizado um estudo de 2018, realizado pelo consórcio PRO-TL, que apontou alternativas para desafogar o trânsito e aumentar e acelerar o transporte de cargas até a região portuária.

A construção da Linha Verde, uma rodovia que será uma alternativa à Rodovia Anchieta para caminhões, já tem duas empresas que apresentaram propostas, com prazo de até o mês de novembro de 2021 para a formulação destes planos.

Esse novo corredor, voltado para o meio logístico, também seria a terceira alternativa para o público e turistas que buscam o litoral, especialmente em feriados prolongados e outras datas especiais, momento em que o fluxo de veículos aumenta de maneira expressiva.

Até 2040 devem ser implantados 600 km de trilhos em todo o estado, 300 km de rodovias e 13 plataformas de logística, ainda de acordo com a proposta.

Sobre o Trem Intercidades, além de Campinas, as próximas fases compreendem ligação ao Aeroporto de Viracopos, às cidades de Sorocaba, Santos no litoral e São José dos Campos, incluindo trens de dois andares de capacidade para transportar até 1.200 pessoas.

 

Esses trilhos seriam compartilhados com trens de cargas de maneira coordenada, também diminuindo a quantidade de caminhões nas rodovias do estado.

As plataformas de logísticas, por sua vez, funcionariam como polos distribuidores dos produtos, mercadorias e matérias primas, sendo destinadas para cada local conforme a quantidade e meio de transporte mais adequado.

Já o Rodoanel, no trecho oeste, seria duplicado para melhor atender o fluxo crescente de veículos.

Ao Governo do Estado caberia fomentar e fiscalizar o desenvolvimento das propostas, sendo elas realizadas com dinheiro e trabalho da iniciativa privada, por meio das PPPs (Parcerias Público Privadas).

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. BALELA ! BALELA..CONVERSA PRA BOI DORMIR, E OS IDOTAS ACREDITAREM E VOTAM NELE…Não se pode dimensionar algo, que nem sabemos se estarão no poder pra dar continuidade. Será que ele ainda não viu que Rodoanel norte ainda está por terminar ??? Essa retórica de Dória com certeza é pra sedimentar sua candidatura a um cargo absurdo à presidência, pois eu sei bem que um ribeirinho do Amazonas mal sabe quem é ele, e de um recanto lá de Rondônia não saberá…e tenho a certeza que ele nem seria capaz de fazer campanha lá na floresta,,,,,,GENTE ACORDA….

  2. Costa Silva disse:

    Mentira, a rumo está fazendo obras e investimentos pois o governo federal renovou o contrato da malha Paulista com contrapartida investimentos na malha. Doria é só um politiqueiro lobvysta que aumenta impostos e faz marketing raso!

  3. Costa Silva disse:

    Matéria pública, jornalística, que saiu em outros órgãos de imprensa, e está devidamente assinada

  4. Sandro Cinosi disse:

    Como sempre tomando carona nas ações governamentais. Desgaste político tentando culpar o governo federal na pandemia da peste chinesa, sua impopularidade em todo estado,.Agora se achando um político preocupado com o estado.Definitivamente,Doria não tem expressão mais no cenário político.

Deixe uma resposta