Manaus (AM) prorroga Estado de Emergência em razão da covid-19 por mais 180 dias

Na cidade, transporte coletivo deve seguir medidas de prevenção para operar. Foto: Divulgação.

Decreto orienta medidas de prevenção ao novo coronavírus na cidade

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Manaus, no Amazonas, prorrogou o Estado de Emergência em razão da covid-19 por mais 180 dias. O decreto serve para orientar medidas de prevenção ao novo coronavírus na cidade.

“A prorrogação da situação anormal foi tomada considerando que, no Brasil, o cenário epidemiológico ainda sinaliza situação pandêmica pelo novo coronavírus e que a cobertura vacinal no país, no Estado e no município, ainda não alcançou o percentual desejável de pessoas imunizadas”, justificou a Prefeitura, em nota.

De acordo com a titular da Secretaria Municipal de Saúde, Shadia Fraxe, a decisão visa assegurar uma maior proteção para a população. “Temos a obrigação de zelar pela segurança da nossa população. Nos últimos meses, avançamos muito no processo de imunização em Manaus. Mais de 1,2 milhão de pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19, porém ainda estamos em processo de vacinação de segunda dose e sabemos que apenas o esquema vacinal completo garante a imunização. Essa decisão de estender o Estado de Emergência será fundamental para que possamos seguir combatendo essa doença e minimizando os danos causados pela pandemia”, disse.

O decreto autoriza a secretaria a adotar as medidas necessárias ao controle da pandemia, como a constituir o grupo gestor da Sala de Situação de Vigilância em Saúde para o enfrentamento da pandemia por meio de portaria específica; planejar, organizar, coordenar e controlar medidas a serem empregadas durante a situação de anormalidade nos termos e diretrizes fixadas pelo Ministério da Saúde; e adotar os meios necessários para implantação do Plano Operativo para a Pandemia do Coronavírus, bem como outros planos e ações que venham a ser proposto para atendimento do disposto no decreto.

A publicação considera o teor do Relatório Técnico subscrito pelo Secretário Executivo de Proteção e Defesa Civil, acolhido pelo Secretário Municipal Chefe da Casa Militar, e o Despacho favorável do Procurador Geral do Município à Decretação de Emergência em Saúde Pública, ante a pandemia do novo coronavírus.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta