Campinas (SP) terá nova faixa exclusiva para ônibus a partir de segunda (16)

Trecho destinado à faixa exclusiva do transporte público fica entre a Rua Irmãos Bierrembach e a Avenida Benjamin Constant, totalizando 600 metros. Foto: Divulgação / Emdec.

Novidade será implantada na Avenida Júlio de Mesquita, no Cambuí

JESSICA MARQUES

O município de Campinas, no interior paulista, terá uma nova faixa exclusiva para ônibus em operação a partir de segunda-feira, 16 de agosto de 2021.

A novidade será implantada na Avenida Júlio de Mesquita, no Cambuí. O trecho destinado à faixa exclusiva do transporte público fica entre a Rua Irmãos Bierrembach e a Avenida Benjamin Constant, totalizando 600 metros.

Segundo a administração municipal, a faixa de uso exclusivo para os ônibus funcionará das 6h às 8h e das 16 às 19h, de segunda a sexta-feira, período no qual veículos particulares e motos não poderão circular nesta faixa. A única exceção são os táxis, que poderão compartilhar a faixa com os ônibus.

A avenida conta com quatro faixas de rolamento e os ônibus terão circulação exclusiva na faixa da direita. A iniciativa é da Setransp (Secretaria Municipal de Transportes) e da Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas).

De acordo com a Prefeitura, o objetivo é ampliar a eficiência do serviço de transporte público coletivo na cidade. Desta forma, será possível otimizar a circulação dos ônibus no sistema viário da região central e reduzir os tempos das viagens.

OPERAÇÃO

A Avenida Júlio de Mesquita recebe, diariamente, cerca de 27 mil veículos. Pela via, circulam 13 linhas de ônibus, que transportam mais de 20 mil passageiros ao dia. De acordo com estimativa da Emdec, são cerca de 51 ônibus por hora trafegando pela Júlio de Mesquita.

As linhas que passam pela avenida são: 118, 211, 230, 244, 249, 271, 348, 349, 355, 356, 381, 386 e 502.

Também segundo a Prefeitura, nos horários de pico, de acordo com pesquisas, a velocidade média do transporte neste trecho que receberá faixa exclusiva não ultrapassa 18 km/h. A avenida conta com dois pontos de embarque e desembarque de ônibus; nos trechos entre as vias Dr. Guilherme da Silva e Quatorze de Dezembro; e Dona Presciliana Soares e Barreto Leme.

Para a operação da faixa exclusiva na Avenida Júlio de Mesquita, além da sinalização dessa faixa, equipes da Setransp / Emdec reforçaram a sinalização horizontal de oito cruzamentos ao longo da via, incluindo faixas de pedestres, retenção e balizamentos:

– Av. Júlio de Mesquita x R. Irmãos Bierrembach;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Guilherme da Silva;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Quatorze de Dezembro;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Joaquim Novaes;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Dona Presciliana Soares;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Barreto Leme;

– Av. Júlio de Mesquita x Av. Benjamin Constant;

– Av. Júlio de Mesquita x R. General Osório.

De acordo com a Emdec, dstes cruzamentos, três receberam reforço de sinalização nas travessias com “Yellow Box” (Barreto Leme, Benjamin Constant e Guilherme da Silva). Esse tipo de sinalização  em cruzamentos  (com caixa quadriculada na cor amarela) demarca área de conflito e tem o intuito de ampliar a segurança dos pedestres, orientando para que a travessia ocorra somente na faixa de pedestre.

“Além da sinalização horizontal, Setransp e Emdec também implantaram placas de sinalização vertical para orientar os motoristas sobre a faixa exclusiva. O ponto de táxi localizado na Avenida Júlio de Mesquita, no trecho entre a Rua Barreto Leme e a Avenida Benjamin Constant, não sofrerá alterações. O ponto é operado por treze permissionários. Com isso, neste trecho, a faixa exclusiva será deslocada para a próxima faixa de rolamento lateral à faixa de ônibus.”

Em nota, a Setransp e a Emdec informaram que implantarão novos trechos de faixa exclusivas ainda neste segundo semestre de 2021. O objetivo é priorizar o transporte coletivo.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. EVERTON RIBEIRO GUIMARAES disse:

    Essas faixas são prejudicam o trânsito Campos Sales tem 2 lados esquerdo e direito eo os ônibus tráfego no meio isto não fai fazer o população andar transporte público estão dificultando para veículos pra obrigar a população andar de ônibus.porque não faz corredor em Souzas a campinas e diminua a velocidade pra 50 km por que os políticos moram lá naquela região aí 70km e não te. Corredor pra não atrapalha eles o povo tá esperto se liguem.

  2. Jocimar neves Santos disse:

    Bando de incompetentes , vai fiscalizar o trânsito e vê se os ônibus andam na faixa exclusiva deles … Tantas faixas de ônibus e nem mesmo os ônibus querem andar fica invadindo as faixas de carros … E esses motorista precisam fazer testes diários exames toxicológicos, não é possível que eles estão bem , anda q nem loucos na rua … Precisa falar menos e trabalhar mais empresa de transporte, fica falando que tem mais de tantos ônibus e super lotação que não acaba …🤮🤮🤮🤮🤮

  3. Renata Soares Malachias disse:

    O problema desta faixas é que os carros não pode andar nas faixas de ônibus , mas os ônibus, pode andar nas faixas dos carros, ou seja, $$$$ fábrica de multas.

Deixe uma resposta