Santo André (SP) não seguirá Plano São Paulo após 17 de agosto e manterá restrições até dia 31

Anúncio foi feito pelo prefeito Paulo Serra. Foto: Reprodução.

Cidade manterá capacidade de estabelecimentos limitada em 80% e horário de funcionamento até meia-noite

JESSICA MARQUES

A cidade de Santo André, no ABC Paulista, não vai seguir o Plano São Paulo após 17 de agosto de 2021, quando não haverá mais restrições de horários e capacidade de ocupação das atividades de comércio e prestação de serviços no estado.

O prefeito Paulo Serra anunciou na noite desta terça-feira (10) que a cidade vai manter as restrições pelo menos até o fim do mês.

“Discordo do secretário de Saúde do Estado de São Paulo quando ele determinou 17 de agosto como se fosse o fim da pandemia. Na minha opinião não é isso. Nós não vamos dar o próximo passo no Plano São Paulo, para ir para 100% de ocupação, liberar horários e outros tipos de evento”, afirmou Serra.

“Não dá ainda para aglomerar, fazer show, festa, jogo de futebol. Não é o momento ainda. Até 31 de agosto, Santo André vai ficar nesta mesma fase que está no Plano São Paulo, com capacidade até 80%, com horário até a meia-noite, porque a gente vai com muito cuidado e tranquilidade olhar os números, fazer essa volta gradual”, considerou também o prefeito.

Entretanto, Paulo Serra não descarta novas flexibilizações. Entretanto, a cidade vai observar o número de casos de covid-19 e pessoas vacinadas.

“Quando a gente começar a chegar a 70% ou 80% do público vacinado com as duas doses, os estudos mostram que a taxa de contágio cai, a variante delta contamina menos gente e a gente pode começar a pensar em ir de novo para 100% de capacidade, discutir a questão dos horários, de festa, aglomeração e até discutir a questão do uso da máscara até o final do ano”, explicou o prefeito.

Pelas atuais regras do Plano São Paulo, que ficarão em vigor em Santo André até 31 de agosto, os estabelecimentos comerciais podem funcionar entre 6h e 0h, com ocupação de até 80%. O acesso de clientes a shoppings, galerias, lojas de rua, bares e restaurantes deve ser interrompido às 23h, com atendimento permitido até meia-noite.

Segundo a Prefeitura, os horários de funcionamento dos parques da cidade seguirão os mesmos até o final de agosto. Os parques Celso Daniel, Central, Antonio Pezzolo (Chácara Pignatari) e Regional da Criança ficam abertos das 6h às 20h. Os demais parques funcionam das 6h às 18h.

TRANSPORTE COLETIVO

Em Santo André, os ônibus operam normalmente, sem limite de horário, conforme já noticiado pelo Diário do Transporte.

Relembre:

Santo André libera operação de ônibus sem limite de horário a partir de segunda (12)

SÃO BERNARDO DO CAMPO

No ABC Paulista, o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, informou que também não vai flexibilizar horários seguindo o Plano São Paulo.

Relembre:

ÁUDIO: São Bernardo do Campo não vai flexibilizar horários como Plano São Paulo, diz Orlando Morando

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Cezar Ribeiro Santos disse:

    Corretíssimo, a pandemia nem acabou e já querem liberar tudo. Vejam o que vai acontecer em 2022 se for liberado réveillon e o carnaval. A pandemia vai vir com tudo. Tomara Deus que não

  2. Marcelo disse:

    Manterá restrições???? Que restrições!!! Moro aqui na vila Eldizia, santo André, próximo ao parque central, e todos os dias vejo bares, padarias, quadras esportivas que ficam em praças, favelas, todas com aglomeração e pessoal sem máscara. Isso há muito tempo.

    1. Pamela disse:

      Ele gosta de se aparecer …Paulinho gogó da certinho pra ele ,mentiroso …

  3. Carlos Alberto Sabará da Silva disse:

    Sr. Paulo Serra, está uma vergonha os bares do centro a noite, parece que não existe pandemia estão de segunda a sexta cheio com mesas e cadeiras nas cslsadas mal da para as pessoas passarem quando sai dos trem vindo do trabalho. Que é o meu caso.por favor cade a fiscalização. Uma vergonha ao desrespeito ao uso de máscaras e o distanciamento social..

  4. Raphael disse:

    Prefeito, precisei do SUS a umas semanas atrás para realizar um simples raio x abdominal e enfrentei um sistema totalmente despreparado, ineficaz, totalmente sem educação. Um absurdo total a burocracia. Totalmente ineficiente, quiser saber mais do chamar pra debater o assunto.

  5. Luiz disse:

    Se tem algo que vai deixar saudade é os bares fecharem até a meia noite. Não por causa do barulho dos bares, mas por causa de pessoas gritando e fazendo algazarra na rua as 4 da manhã no sábado e domingo.
    Quando não fazem isso, tocam minha campainha e saem correndo feito crianças.

  6. Cynthia disse:

    O problema maior que enfrento aqui em Santo André é o horário dos ônibus.
    É INADIMISSIVEL você sair do seu serviço um determinado horário e chegar praticamente 1 hora depois na sua casa, detalhe não é horário de pico.
    Acredito ser um péssimo planejamento de horário de transporte.
    Inclusive aproveito o ensejo para reclamar dos motoristas da linha B11, os mesmos não PARAM no ponto final para os moradores descerem, porém pago como todos os demais usuários e esses mesmos descem todos em seus devidos pontos e pagaram passagem como eu, porém qual é a diferença entre nós?

  7. Renato P Pereira disse:

    Já está tudo normal, só estes dois prefeitos imbecis não perceberam ainda. Tinha que ser do PSDB, partidinho de merda….

  8. Denise disse:

    Hahaha piada só pode!!!! Prefeito que restrição se tá seguindo?
    Eu moro no bairro jardim, onde o prefeito mora e nunca teve restrição. Aqui num tem lei, num tem restrição e o prefeito vem com.esse papo mole, pra inglês ver….
    Na rua figueiras, os bares estão funcionando até altas horas, aqui do.meu prédio vejo os bares lotados, mesas na calçada, até música ao vivo tem.
    E o prefeito vem com.esse papinho mole!!!! Querendo mostrar que está fazendo algo, pura politicagem….conta outra pq essa o.povo já está calejado.

Deixe uma resposta