EMTU amplia em seis meses o prazo para renovação de vans e micro-ônibus da RTO e Ligado

STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) justifica ampliação da idade dos veículos à utilização menor durante a pandemia

ADAMO BAZANI

Colaborou Alexandre Pelegi

A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) ampliou por mais seis meses o prazo para renovação da frota dos micro-ônibus e vans da Reserva Técnica Operacional (RTO) e do Serviço Especial Conveniado (SEC Ligado) que atingirem a idade máxima permitida.

A resolução da Secretaria dos Transportes Metropolitanos dando este prazo maior aos donos destes veículos foi publicada em Diário Oficial nesta sexta-feira, 06 de agosto de 2021.

Segundo a EMTU, atualmente, a vida útil dos veículos que operam linhas da RTO é de oito anos e do SEC Ligado é de dez anos. Ao atingirem a idade máxima, devem ser substituídos por outros de fabricação mais recente.

Com a resolução, podem ter oito anos e seis meses na RTO e dez anos e seis meses no Ligado.

Não é necessária a compra de veículos 0 km, mas as vans e micro-ônibus devem obedecer às especificações impostas pela EMTU e serem submetidos a vistorias.

Como condição para esta prorrogação de prazo, a EMTU determinou que para preservação das exigências de segurança, ao invés de inspeções semestrais, serão feitas vistorias trimestrais aos veículos que atingirem a vida útil até a sua substituição.

Em nota, a gerenciadora dos transportes metropolitanos, diz que a medida foi um pedido dos operadores destes veículos, que alegam ter sido afetados pela queda de demanda de passageiros por causa da pandemia de covid-19.

Além disso, a gestora explica que com esta redução do número de passageiros, os veículos foram menos utilizados.

A extensão do prazo foi pleiteada considerando as circunstâncias da pandemia do Covid-19 que ocasionaram a utilização menos frequente dos veículos, tendo em vista a redução da demanda de passageiros. Além disso, a medida também considera as dificuldades financeiras enfrentadas pelos operadores dos serviços. No caso do SEC – Ligado, que é vinculado à Secretaria de Educação – SEDUC, o serviço ficou suspenso com a interrupção das aulas presenciais.

Ainda na nota, a EMTU explica os serviços Ligado e RTO.

O sistema RTO – Reserva Técnica Operacional, gerenciado pela EMTU nas Regiões Metropolitanas de São Paulo e Campinas, é composto por linhas intermunicipais operadas por empresas individuais. O veículo coletivo é de pequeno porte, sendo micro-ônibus e vans com capacidade para até 20 lugares.

Já o Serviço Especial Conveniado (SEC Ligado) tem como propósito atender as necessidades e estimular a inserção das pessoas com deficiência física ou com mobilidade reduzida severa no Sistema de Transporte Metropolitano já existente. A frota conta com veículos adaptados e adequados ao transporte de passageiros cadeirantes e não cadeirantes, realizando o transporte de alunos/acompanhantes de instituições escolares conveniadas ou credenciadas com a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, na Região Metropolitana de São Paulo e Região Metropolitana de Campinas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta