Barretos realiza pregão para o transporte urbano e rural e tem participação de nove empresas

A Brastour (Nando´s Transportes) foi uma das participantes do Pregão. Foto: Divulgação

Resultado oficial e a ata do certame só serão divulgados após vencido o prazo para recursos

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Barretos, interior de São Paulo, realizou nessa terça-feira, 03 de agosto de 2021, o pregão presencial destinado ao transporte coletivo urbano e rural.

O Executivo estava com dificuldades para realizar a licitação para concessão dos serviços de transporte.

O pregão realizado ontem definiu a locação de veículos com motoristas devidamente habilitados para o transporte coletivo na área urbana, nos distritos e comunidades rurais do Município. Os veículos, de acordo com o edital, serão utilitários, microônibus ou Ônibus para o transporte distrital rural e urbano.

Estes deverão estar adequados e equipados com sistema de cobrança de bilhetagem eletrônica, dispor de aplicativo/rastreador/GPS que permita o controle da quilometragem da rota em tempo real.

Pelo que o Diário do Transporte pode acompanhar pela transmissão do certame no canal do Youtube da prefeitura, nove empresas apresentaram propostas na licitação, dividida em dois lotes.

O Lote 1, do transporte urbano, tem a locação de nove ônibus.

O Lote 2, para o transporte rural, tem três ônibus, destinados a atender os distritos e comunidades rurais.

No caso do Lote 1, a estimativa é que em média cada ônibus rode 4.600 km por mês, com um valor para locação, segundo o edital, de R$ 23.983,00. Como são nove ônibus, o contrato anual foi avaliado pela prefeitura em R$ 2.590.164,00.

No Lote 2 a rodagem média por ônibus em 22 dias por mês está estimada em 15.180 km. Com o valor apreciado da locação por veículo em R$ 15.180,00 o total anual do contrato calculado é de R$ 763.776,00 para os três ônibus.

Fonte: edital do Pregão Eletrônico

Os dois lotes tiveram vencedores, mas a prefeitura só irá divulgar os valores dos lances e o resultado oficial após decorrido o prazo legal para apresentação de recursos.

Do valor pago pela prefeitura para a locação, será abatido o valor arrecadado pelas empresas com as tarifas cobradas dos passageiros.

Pelo que o Diário do Transporte pode acompanhar na transmissão on-line do certame, a empresa Transmassei ofereceu o melhor lance para o lote 1 (urbano). Já para o lote 2 (rural) a melhor proposta foi da Viação Brastour (Nando’s Transportes).

Atualmente o transporte coletivo está sob responsabilidade da Expresso Itamarati por meio de contrato emergencial.

Nesta quarta-feira, 04 de agosto, a prefeitura de Barretos publicou em Diário Oficial um aditamento ao contrato com a Itamarati prorrogando o prazo por 30 dias, de 29 de julho a 28 de agosto de 2021.


HISTÓRICO

Após lançar o Edital em novembro de 2020, no início deste ano a prefeitura suspendeu o contrato com a VIASA (Viação Sarri), empresa que detinha a concessão dos serviços. A decisão mais drástica foi tomada pelo Executivo após a cidade ficar dez dias seguidos sem a circulação de ônibus, resultado de uma greve dos trabalhadores da viação. Os funcionários da VIASA alegavam atrasos seguidos nos salários.

A direção da empresa de ônibus, no entanto, afirmava estar atravessando grave crise financeira por causa da pandemia de Covid-19.

Para atender a população, enquanto não concluía o processo de licitação, a prefeitura contratou em caráter emergencial no dia 29 de janeiro de 2021 os serviços da Expresso Itamarati.

A contratação, válida por três meses, foi renovada em abril, e venceu em 29 de julho de 2021.

Uma nova licitação para o transporte coletivo nesse meio tempo foi lançada no dia 10 de abril deste ano. A sessão de abertura das propostas, marcada para 12 de maio, deu deserta, ou seja, não houve interessados.

A prefeitura remarcou nova licitação para 21 de junho, mas novamente a concorrência deu deserta pela segunda vez.

Finalmente nessa terça-feira, 03 de agosto de 2021, a prefeitura conseguiu realizar o Pregão para os Lotes do transporte urbano e rural.

Nesta quarta-feira, 04 de agosto, a prefeitura prorrogou por 30 dias o contrato com a Itamarati, que vai agora até 29 de agosto próximo.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta