Princípio de incêndio atinge linha 1-Azul do Metrô de SP e 40 ônibus do PAESE foram acionados

Interferência na via afeta a operação. Foto: Arquivo / Diário do Transporte.

Problema ocorre em meio ao horário de pico

ADAMO BAZANI/ JESSICA MARQUES

A Linha 1-Azul do Metrô de São Paulo passou a operar com lentidão na tarde desta segunda-feira, 02 de agosto de 2021.

O problema teve início por volta das 16h37, em meio ao horário de pico.

Segundo a Companhia do Metropolitano, houve uma falha de alimentação elétrica localizado nas proximidades de uma área de estacionamento de trens entre as estações Luz e Tiradentes. Ônibus da operação PAESE tiveram de ser acionados

Funcionários do Metrô com treinamento para combate a princípios de incêndio atuaram para debelar uma ocorrência desta natureza em uma falha de alimentação elétrica localizado nas proximidades de uma área de estacionamento de trens entre as estações Luz e Tiradentes. O Metrô já acionou o sistema PAESE (40 ônibus) para transportar os passageiros no trecho entre as estações Sé e Tucuruvi. As estações no trecho de São Bento a Carandiru serão fechadas temporariamente por motivos de segurança. Os passageiros estão sendo informados pelo sistema de som das estações e trens e pelas redes sociais do Metrô. A equipe de manutenção do Metrô está atuando na solução do problema.

Segundo o Metrô, foram fechadas as estações entre São Bento a Carandiru e o sistema opera com os trens em dois trechos: Santana – Tucuruvi  e Sé (via única) e  Sé – Jabaquara (com duas vias). PAESE com 40 ônibus está acionado para o trecho Sé a Tucuruvi

A SPTrans disse que já chamou as empresas de ônibus.

SPTrans aciona o Paese para atender à Linha Azul do Metrô

A SPTrans informa que acionou a operação Paese (Plano de Atendimento entre Empresas em Situação de Emergência) com 40 ônibus, a pedido do Metrô, a partir das 16h55 desta segunda-feira, 2 de agosto, para atender o trecho entre as estações Sé e Tucuruvi da Linha 1-Azul.

A equipe de campo da SPTrans acompanha o atendimento.

Adamo Bazani e Jessica Marques

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Luiz disse:

    Bom dia.
    Acho que o metro precisa dar mais importância ao serviço de segurança.
    Uso diariamente e noto a presença de muitas pessoas estranhas ao ir e vir de quem vai para o trabalho.
    Fiquem espertos deem valor a estes seguranças que colocam em risco a sua integridade, pois, você não sabe quem está enfrentando.
    Parabéns a brigada de incêndio . Acredito serem pessoas sempre voluntariosas a dispor da segurança das pessoas que se propõem a cuidar.

Deixe uma resposta