Novos ônibus articulados da Suzantur de Santo André têm kit anti-covid-19 e devem começar a operar ainda nesta semana

Empresa aguarda a liberação da SA-Trans, gerenciadora do sistema local; Veículos vão operar em linha de corredor

ADAMO BAZANI

Colaborou Jessica Marques

Os dois novos ônibus articulados que a empresa Suzantur recebeu recentemente para o sistema tronco-alimentado de Vila Luzita, em Santo André, no ABC Paulista, devem começar a operar ainda nesta semana.

A informação foi confirmada pela empresa ao Diário do Transporte nesta segunda-feira, 26 de julho de 2021.

A companhia de ônibus só aguarda o aval da SA-Trans, da prefeitura, gerenciadora do sistema municipal.

Adesivação, implantação de validadores e da fiação da parte elétrica já estão em conclusão.

Com a mais recente entrega, já são sete ônibus articulados comprados zero quilômetro pela empresa que tem um total de 15 veículos nestas dimensões de 18 metros de comprimento.

Os novos coletivos vão substituir as unidades mais antigas.

De carroceria Marcopolo modelo Viale e chassis Volvo modelo B340M, os veículos têm acabamento de piso semelhante à madeira para ampliar a sensação de sofisticação, encostos altos para a cabeça nas poltronas dos passageiros, ar-condicionado, vidros escurecidos colados, acessibilidade, portas dos dois lados e, para o motorista e cobrador, uma divisória que faz parte de um kit anti-covid-19 para proteger os profissionais.

Há também um display que mostra a velocidade do ônibus em tempo real.

As unidades são dotadas também de câmeras de monitoramento e auxílio ao tráfego.

Os veículos receberam os prefixos 09 924 e 09 926 e vão operar a linha troncal TR 101 (Terminal Vila Luzita/Terminal Santo André Oeste – centro), que atende às estações com piso elevado à esquerda do corredor da Avenida Capitão Mário Toledo de Camargo.

A Suzantur opera o sistema tronco-alimentado de Vila Luzita desde outubro de 2016, quando entrou no lugar da Expresso Guarará, de forma provisória até a realização de uma nova licitação para conceder as operações que segue sem data por parte da prefeitura.

 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Colaborou Jessica Marques

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Valdir Antônio Horácio disse:

    Tira dúvidas 18m 22mt parece 22mt

  2. Valdir Antônio Horácio disse:

    18mt pula muito Idea seria 22mt

  3. Fernanda Azevedo disse:

    Acho lindo tudo isso, mas o que farão com as outras linhas que estão totalmente sucateadas, bancos caindo ou a falta deles, ontem depois de 1 e meio sem usar o transporte público, me deparei com o descaso com a humanidade o ônibus tinha buracos no chão que eu vi o asfalto, e também não vi um frasco de álcool gel no ônibus. Lamentável o transporte de Santo André.

  4. Paulo Henrique Sousa disse:

    Não entendo como um veículo tão bonito não existe no sistema de São Paulo. É muito monopólio do grupo Ruas com seus Caio!!!

    1. fernando rocha de miranda pereira disse:

      PELO MENOS NO ABC, AS EMPRESAS COMPRAM MAIS CARROCERIAS MARCOPOLO, MASCARELLO OU COMIL. DIFERENTE DE SAO PAULO QUE SÓ COMPRA CAIO INDUSCAR

  5. João Luiz disse:

    Qual é o mistério desta suzantur?, opera no sistema emergencial a muitos anos e e renova a frota com carros 0km constantemente, e ainda diz que não tem interesse em participar da licitação, é tudo muito estranho neste mundo do transporte coletivo!!

    1. fabio disse:

      parabéns a todos colaboradores da empresa .

  6. Valdir Antônio Horácio disse:

    Vou responder suzantur muito esperta porque licitação saí mais ele não queria da lance ficou esperando viação Curuçá dono do diário grande ABC sim ele apresentasse proposta seria descrafica fica contrato ganhando mais dinheiro briga de empresário esse ônibus ele paga 2 mês tem mais MP está de olho sistema de vila Luzita pela prefeito Paulo serra suzantur já tinha saído mais suzantur tem ônibus mais novo de santo André 2023 acabar contrato consócio união santo André vai brigar vai sem feia suzantur vai participar tudo bom suzantur só trabalhar frota Nova

  7. Matador de piolhos disse:

    Em são carlos, só tem lata velha e a manutenção é feita nas coxas por conta da rotatividade alta de funcionários. O marketing da empresa é muito bem feito, mas só quem usa o serviço e depende dele, sabe da situação assustadora dessa empresa.

Deixe uma resposta