Vale do Anhangabaú será reaberto neste domingo (25) no mesmo horário da Paulista

Linhas de ônibus com origem em diversas regiões passam nas proximidades

Circulação será permitida das 8h às 12h; Local é servido por diversas linhas de ônibus municipais e Metrô; Aglomerações devem ser evitadas

ADAMO BAZANI

A prefeitura de São Paulo anunciou neste sábado, 24 de julho de 2021, que o Vale do Anhangabaú, na região central, será reaberto para circulação neste domingo (25).

A abertura será das 8h às 12h, mesmo horário da Avenida Paulista livre para pedestres.

Em nota, a prefeitura diz que a medida ocorre porque a capital prestes a atingir 80% de imunização do público elegível com, pelo menos, a primeira dose da vacina contra a covid-19.

A administração alertou que a população deverá respeitar o distanciamento social e utilizar máscaras durante todo o período em que o Vale do Anhangabaú estiver aberto. Agentes estarão no local para orientação aos protocolos de saúde.

Segundo a prefeitura, a reabertura do Vale do Anhangabaú será gradual, seguindo todos os protocolos de saúde e segurança.

O número de pessoas será limitado.

A gestão municipal informou ainda que a Subprefeitura Sé que ampliou as equipes de fiscalização em combate ao comércio irregular para atender a capital aos domingos. Ao todo, 12 equipes compostas por 80 agentes atuarão de maneira orientativa nas regiões do Vale do Anhangabaú e da Av. Paulista, enquanto os espaços estiverem abertos para lazer.

Serão quatro equipes em cada região e as demais atuarão de maneira volantes no entorno. A operação conta com o apoio da Polícia Militar, por meio da Atividade Delegada, e da Guarda Civil Metropolitana.

LINHAS DE ÔNIBUS E METRÔ:

Entre as linhas municipais de ônibus que servem à região estão: 408 A-10, 508 L-10, 908T-10, 930P-10, 2002-10, 4112-10, 3113-10, 7411-10, 8615-10, 106 A-10, 175T-10,509M-10, 609F-10, 609F-21, 5154-10, 5317-10, 7550-10.

A estação Anhangabaú da linha 3- Vermelha do Metrô também é acesso para a região.

HOMENAGEM A PROFISISONAIS DE SAÚDE:

Na nota, a prefeitura diz que haverá exposições e eventos no Vale do Anhangabaú, entre os quais, homenagem aos profissionais da Saúde.

A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) elaborou uma programação de intervenções, entre as quais exposição em homenagem aos profissionais da saúde e a intervenção do coletivo SHN, com ilustrações de pessoas de máscaras em bandeirolas, fazendo alusão ao momento da pandemia da Covid-19. As ações ocorrem a partir do dia 25 de julho.

Com nove painéis em grande formato distribuídos pelo Vale, a Exposição “Olhares da Linha de Frente”, em homenagem aos profissionais da saúde, traz retratos de profissionais que atuaram na linha de frente do combate à Covid-19. As pinturas são assinadas pelo artista Alexandre Ignácio Alves, dando continuidade ao seu trabalho iniciado na exposição “Retratos Preto sobre Preto”, exibido em 2019 no Centro Cultural São Paulo. Dialogando com o tema da pandemia, o coletivo SHN traz ilustrações de pessoas de máscaras nas bandeirolas, penduradas nos postes de iluminação do Vale.

Entre as outras intervenções, está a instalação “Anhagabaú: Um rio de luz e resistência”, do Studio Visualfarm, que ocupa a nova fonte do vale com projeções e lasers.  Serão realizados dois espetáculos por semana, às terças e quintas, totalizando vinte apresentações, a partir de 29 de julho. Outro destaque são as intervenções nos quiosques do Vale — cada um dos 11 quiosques receberá uma diferente.

Grupos teatrais consagrados da cidade, Os Satyros e Pia Fraus organizam visitas guiadas lúdicas ao Vale do Anhangabaú. A atividade, com um grupo para o público em geral e outro para o público infantil e familiar, trará curiosidades e fatos da história do Vale e da região.

Valorizando a importância histórica do Vale, com cinco totens expositivos espalhados pelo Vale, a exposição “O Vale em Constante Mutação” traz um resgate histórico e afetivo das constantes transformações pelas quais o Vale do Anhangabaú. A curadoria foi feita em parceria do Museu da Cidade de São Paulo com o Departamento de Patrimônio Histórico, ambos da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

Serviço:

Visitas Lúdicas Guiadas

todos os dias às 10h, 12h, 14h, 16h e 17h

Visita guiada ao público livre (segunda a sexta-feira)

Visita guiada público familiar/infantil (sábados e domingos)

Pia Fraus – Dias 24,25,31 de julho e 01,07,08,14,15,21,22,28,29 de agosto

| Satyros – Dias 12,13,16,17,18,19,20,23,24,25,26,27,30 de agosto

 

a partir 25.07

Instalação artística: bandeiras

Coletivo Rua SHN

Instalação Rios Voadores

INSTRUMENTO PARA XAMAR ANHANGOBÁ’Y

Exposição Histórica: “O Vale em constante mutação” (Secretaria Municipal de Cultura)

“O amor é uma (r)evolução” – Instalação de bandeiras

“Cidade é Pra Brincar” – Intervenções de Balanços – Basurama

Os balanços serão retirados duas vezes por semana (2a e 5a feiras) para revisão, manutenção e posterior reinstalação

Instalações artísticas nos quiosques

A partir de 29. 7

Exposição “Olhares da Linha de Frente”

Projeção nas fontes – Visualfarm

Todas as quintas, sextas-feiras, sábados e domingos

das 19h às 21h

Espetáculo de dança – Dança das Águas

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Agora é esperar que não degringole, ou seja, venham montar barracas de produtos duvidosos, camelôs e sim feiras de artesanatos, e exposições de obras…aí sim viraria um museu a céu aberto, apenas. O Vale consiste em uma grande área arquitetônica abrangente e histórica da cidade,,,que tem de ser preservada, junto com a praça Ramos de Azevedo…

Deixe uma resposta