ANTT e PRF realizam operação contra transporte clandestino na Paraíba: Nove apreensões e 120 veículos abordados

Trabalhos ocorrem na BR 101, em Mata Redonda/PB

ADAMO BAZANI

Nove veículos foram apreendidos e 120 fiscalizados e abordados entre os dias 12 e 17 de julho em uma operação contra o transporte clandestino e segurança viária realizada pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e a Polícia Rodoviária Federal – PRF  na BR 101, em Mata Redonda/PB.

Segundo nota da ANTT, na quinta-feira (15/07), por volta das 10h, os fiscais flagraram um veículo realizando o transporte interestadual clandestino de passageiros e identificaram que um dos passageiros estava em deslocamento para João Pessoa/PB, para realização de mais uma sessão de radioterapia, em continuidade ao tratamento de câncer.

Como os fiscais da Agência viram que o paciente não chegaria a tempo ao hospital para realizar o procedimento, pois os procedimentos de apreensão e fiscalização a serem executados, de acordo com a Resolução nº 4.287/14, iriam demorar, transportaram este passageiro junto com o acompanhante em uma viatura da ANTTaté o hospital, em João Pessoa/PB,  dandotempo para que ele realizasse o procedimento programado.

Segundo a ANTT, durante os dias da operação, os agentes constataram diversas irregularidades, não apenas relacionadas ao serviço do transporte clandestino, mas também com relação à segurança veicular e documentação de condutores e veículos, irregularidades comuns e recorrentes quando se trata do transporte clandestino, veículos em péssimo estado de conservação, muitas vezes sem condições mínimas de segurança para trafegar nas vias, condutores que não possuem habilitação e capacitação obrigatória para condução do transporte coletivo de passageiros, colocando em riscos os usuários que ainda insistem em fazer uso e os demais usuários que circulam na via.

O transporte clandestino, além da irregularidade no serviço, pode agregar diversos outros ilícitos como transporte de drogas, armas, foragidos da justiça, tráfico de pessoas, tráfico de animais, etc. É comum os fiscais se depararem com situações que não se resumem ao estrito cumprimento de suas atribuições legais de fiscalização.

A ANTT alerta a todos dos riscos que envolvem uma viagem em um transporte não autorizado de passageiros, seja pela precariedade dos veículos utilizados nesse transporte, como pelo aumento no risco de contágio pela COVID-19, pois, em regra, nesse tipo de transporte não são seguidas as medidas e orientações sanitárias previstas. – explica a ANTT em nota

“A ação realizada faz parte do cronograma de atividades de fiscalização da ANTT com objetivo de coibir e combater o transporte interestadual remunerado clandestino de passageiros, além de orientar os usuários dos riscos para quem insisti em fazer uso do transporte clandestino. Para informações sobre a legalidade da viagem e/ou denúncias de transporte clandestino, a Agência disponibiliza seus canais de Ouvidoria, podendo ser através do Whatsapp (61) 99688-4306 ou telefone 166 (24 horas) ou ainda pelo email: ouvidoria@antt.gov.br ” – orienta a Agência.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta