Cachoeiro de Itapemirim (ES) instala novos abrigos para pontos de ônibus

Ponto de ônibus próximo ao CRE é um dos locais contemplados Foto: Márcia Leal/PMCI.

Estruturas estão sendo fixadas em Itaoca, Vila Rica e Gilberto Machado

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, está instalando novos abrigos para pontos de ônibus na cidade. As estruturas estão sendo fixadas nos bairros Gilberto Machado e Vila Rica e no distrito de Itaoca.

O trabalho é realizado pela Secretaria Municipal de Urbanismo, Mobilidade e Cidade Inteligente (Semurb), com o apoio da Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços (Semmat).

No bairro Gilberto Machado, foi contemplado o ponto de ônibus próximo ao Centro Regional de Especialidade (CRE) e, no bairro Vila Rica, o ponto da praça Aldina Fassarella Caverzam.

Segundo a Prefeitura, nos dois locais, a instalação das estruturas teve início na segunda-feira, 12 de julho de 2021. Na terça (13), foram colocados os vidros e os retoques na pintura.

No distrito de Itaoca, os pontos de ônibus contemplados estão localizados nas localidades de Duas Barras, Valão de Areia e Córrego Vermelho. Na semana passada, foram feitas as fundações das estruturas dos abrigos e, nesta terça-feira, foram executados os serviços de calçamento.

44 ABRIGOS

Desde o final do ano passado, já foram instalados 44 novos abrigos em 28 pontos de ônibus de Cachoeiro, segundo balanço divulgado pela Prefeitura. A ação faz parte do Plano de Mobilidade Urbana e integra o programa de melhorias da infraestrutura para o transporte público.

“O novo modelo de mobiliário abrange abrigos cobertos, com fechamento em vidro temperado, bancos, lixeira, iluminação, espaço reservado a pessoas com deficiência e calçada cidadã. As estruturas se dividem entre módulos simples (um abrigo), duplos (dois abrigos) e triplos (três abrigos)”, detalhou a administração municipal.

Nos próximos meses, serão instalados, ao todo, 150 abrigos em 91 pontos de ônibus, com investimento total de R$ 2 milhões.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Hermes Teixeira disse:

    Bairro Baiminas será também contemplado.

  2. Poxa vida, será que estes planejadores não pensaram que vidro é alvo de vândalos?? Na Marginal Pinheiros (USP) o cercado de vidros já estão alguns quebrados e não sabem o que aconteceu: oras já pensaram em aventureiros que passam de carro e atiram neles?? Em Santo André, além de estilhaçados são pichados a ponto de não conseguirmos achar um material removedor eficiente,,,Nem pensar colocar na periferia da cidade, onde a marginalidade impera….

Deixe uma resposta