Após acordo, motoristas de ônibus de Maringá descartam greve

Paralisação tinha sido marcada para segunda-feira (12); Em outubro serão discutidos salários

ADAMO BAZANI

Após acordo entre as empresas TCCC e Cidade Verde, que operam o transporte público em Maringá, e os trabalhadores, a possibilidade de greve de ônibus na cidade foi descartada.

O acordo ocorreu em audiência realizada nesta sexta-feira, 16 de julho de 2021.

A categoria havia decretado uma greve para segunda-feira (12), mas suspenderam a paralisação diante da retomada das negociações, como mostrou o Diário do Transporte.

https://diariodotransporte.com.br/2021/07/12/transporte-coletivo-de-maringa-pr-opera-normalmente-nesta-segunda-12/

Na terça-feira (13), foi apresentada proposta de pagamento de um abono salarial de 2,5% pelo período de três meses. Após negociação, a proposta foi elevada para 3,5%, com incidência também sobre gratificações e auxílio alimentação. Os líderes sindicais concordaram em levar a proposta para deliberação da categoria, em até 48 horas.

Foram realizadas assembleias e os trabalhadores concordaram com as condições.

As negociações quanto a salários ficaram para outubro.

No dia 18 de outubro, prefeitura, empresas e sindicatos de trabalhadores devem se reunir para discutir correções e eventuais reajustes.

Em nota, o TRT diz que “o objetivo da suspensão é aguardar até que se concluam os estudos acerca de eventual desequilíbrio financeiro no contrato de concessão do serviço, celebrado entre as empresas e a prefeitura do município. As empresas alegam que a pandemia da covid-19 trouxe desequilíbrio ao contrato e buscam, administrativa e judicialmente, sua revisão, para depois negociar um novo acordo coletivo com os trabalhadores”.

Os dissídios coletivos de greve e dois referentes às empresas foram anulados.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta