Intervenção da Prefeitura de Caraguatatuba (SP) na Praiamar Transportes completa três meses

Balanço foi divulgado pela prefeitura. Foto: Luiz Vagner Rodrigues Lima/Ônibus Brasil.

Neste período, linhas de ônibus foram ampliadas, benefícios descongelados para funcionários e aplicativo de smartphone para os passageiros será lançado

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Caraguatatuba, no litoral de São Paulo, divulgou um balanço dos primeiros 90 dias de intervenção do poder público na empresa Praiamar Transportes, operadora do transporte coletivo do município.

Segundo a Prefeitura, nestes três meses foram realizadas ações que trazem melhorias no uso do transporte, como o aprimoramento de linhas, o descongelamento em parceria com o sindicato de benefícios aos trabalhadores que estava estagnado desde 2018 e é preparado o lançamento do aplicativo CittaMobi na cidade.

Com a ferramenta, será permitido ao passageiro consultar as linhas e a localização dos ônibus. A Prefeitura espera que ainda nesta semana o aplicativo esteja em plena operação e à disposição de toda população, com as informações das linhas municipais.

Além destas ações, 9 mil viagens por mês foram aumentadas de acordo com o poder público, em balanço informado pela empresa.

Um dos motivos responsáveis por este aumento foi a adição de 45 ônibus a frota em circulação, refletindo em mais horários e viagens, beneficiando especialmente os bairros de Tabatinga, Massaguaçu, Getuba e bairros do entorno destes três.

Já na zona sul de Caraguatatuba, houve uma readequação de horários já existentes, levando melhorias em localidades onde o atendimento era mínimo ou inexistente como o Travessão, Barranco Alto, Caraguá II, Jaraguá, Perequê Mirim, Vapapesca, Porto Novo, Colônias, Tinga, Gaivotas, Olaria, Golfihos, Morro do Algodão, Pontal Santamarina, Pegorelli e Tarumãs.

REAJUSTE SALARIAL DOS TRABALHADORES

Em um acordo entre a Praiamar e o sindicato da categoria, será concedido um reajuste no salário, vale refeição e no banco de horas, o que era reivindicado desde 2018.

Esse acordo coletivo tem validade de um ano, compreendendo o período referente a 1º de maio de 2021, até 30 de abril de 2022, onde esse aumento salarial será de 6,7%, formado por 2,55% da inflação no período medido conforme INPC/IBGE sobre a data base de 2019 e adicionado 4,15% referente a data base de 2020.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Keno disse:

    Será que muitos desses avanços já não poderiam ter sido implantados se tivesse sido aberto um edital de licitação, nos moldes da lei, com concorrência e sem vícios contratuais, como os praticados na própria gestão Aguilar, em 2006, mantidos na gestões do Antonio Carlos em 2009 e 2013 e repetidos de volta nessa gestão? A Prefeitura não assumiu a sua própria responsabilidade na intervenção da Praiamar e ainda culpou a empresa apontando os desvios da mesma em relação às medidas sanitárias. Mas será que o motivo não é o relatório do Ministério Público, publicado em 29 Janeiro? Estão usando a intervenção para se promover, mas a questão é mais delicada do que isso.

Deixe uma resposta