ANTT apreende 13 veículos no Rio de Janeiro: 12 ônibus de aplicativo e uma van

Trabalhos ocorreram entre os dias 07 e 10 de julho

ADAMO BAZANI/ALEXANDRE PELEGI

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou no final da noite desta segunda-feira, 12 de julho de 2021, que realizou de 07 a 10 de julho de 2021,  mais uma etapa da Operação Pascal 2021, contra o transporte considerado clandestino pela agência.

A operação aconteceu em Petrópolis (RJ), na BR 040, e teve apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Segundo a ANTT,. 13 veículos foram apreendidos, sendo 12 ônibus de empresas de turismo flagrados realizando serviço de linha (circuito aberto), operando pela empresa de aplicativo Buser e uma van também realizando transporte não autorizado.

Circuito fechado ocorre quando o grupo de pessoas da ida é o mesmo da volta com todos os passageiros com o mesmo destino. Por exemplo, um ônibus fretado por um grupo religioso de uma igreja menor para uma catedral.

Já o circuito aberto se configura quando as viagens de ida e volta são feitas por grupos diferentes de pessoas que não precisam ter o mesmo objetivo de deslocamento e nem se conhecerem.

Dentre as irregularidades encontradas nos veículos apreendidos, ainda de acordo com a ANTT, estavam: pneus carecas, extintor de incêndio vencido, ausência de extintor de incêndio, pára-brisa com trinca e transporte irregular de passageiros.

Os ônibus realizavam os seguintes roteiros:

Rio de Janeiro/RJ x Juiz de Fora/MG x Viçosa/MG (2 ônibus)

Rio de Janeiro/RJ x Belo Horizonte/MG (7 ônibus)

Cabo Frio x Belo Horizonte/MG (1 ônibus)

Petrópolis/RJ x Belo Horizonte/MG (2 ônibus)

Roteiro da van:

Juiz de Fora/MG x Rio de Janeiro/RJ

A Agência diz que nestas 13 apreensões, 461 passageiros foram retirados do transporte irregular e transferidos para o transporte autorizado

A ANTT ainda informou, segundo a nota, que “tem sido prática irregular constante das empresas de turismo contratadas por empresa por aplicativo, estas solicitam licença para fazer Turismo e fazem linha apresentando essa licença com o intuito de enganar a fiscalização e os usuários, que imaginam estar em uma viagem legalizada.”

A agência ainda informou que “a fiscalização lembra a todos que veículos autorizados para realizar linha embarcam e desembarcam em terminais rodoviários e emitem bilhetes de passagens que são documentos fiscais. Já  veículos que possuem licença para fazer “turismo” não podem embarcar em terminais rodoviários, não podem emitir bilhetes de passagens e viajam com uma licença de viagem com uma lista com os nomes dos passageiros. Portanto empresas que vendem apenas o trecho de ida e possuem lista de passageiros são considerados clandestinos e estão passíveis de apreensão.”

A ANTT diz que viajar em veículos sem autorização considerados ‘’clandestinos’’  é perigoso, e que ofertas pela internet ou por aplicativos podem ser verificadas na ouvidoria da ANTT se são autorizadas a fazer linha ou apenas possuem uma licença para fazer Turismo.

A Operação Pascal foi criada pela Agência em 2020 com o objetivo de combater o transporte rodoviário interestadual de passageiros realizado de forma irregular e clandestina.
Para denúncias ou dúvidas se o serviço prestado no momento é realmente legalizado junto à ANTT os usuários podem ser utilizados os canais da Ouvidoria: 
Whatsapp (61) 99688-4306; telefone 166 (24 horas); e o e-mail – complementa a nota.

IMAGENS ENVIADAS PELA ANTT:


Adamo Bazani e Alexandre Pelegi, jornalistas especializados em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Parabéns a Fiscalização pois da forma como os clandestinos (BUSER) estão agindo daqui a pouco não haverá mais o transporte legalizado no caso as empresas que fazem grandes investimentos em renovação de frota, treinamento de seus condutores e manutenções!!!
    Mais uma vez parabéns pela fiscalização.

  2. Antonio disse:

    Porque não faz blitz no abcd e roseira sp sentindo RJ e sentindo sp

  3. João Luis Garcia disse:

    Com certeza

  4. Amanda alves chaves Chaves disse:

    Antt é pau mandado dos grandes empresarios de onibus.

    1. Luzmar Guimarães da Rocha disse:

      A ANTT é uma agência séria e está de parabéns! O transporte clandestino deve mesmo ser combatido. A fiscalização precisar ser intensificada.

      1. Luzmar Guimarães da Rocha disse:

        “PRECISA”

  5. Essa ANTT é um covil de bandidos tropa de pilantras, pra umas coisas ele agem pra outras esle recebem propina e ficam caladinhos.

  6. Alessandro disse:

    Não sou nem nunca fui contra fiscalizações pois ajudam num controle melhor, mais ANTT é covarde na aplicações de multas,um amigo tomou uma multa de 3.500 pq tinha uma lâmpada queimada no salão do ônibus,são paus mandado de políticos donos de grandes empresas,acho certo fiscalizarem mais tem ser justos.

  7. Sinesio marques disse:

    As empresas não estão respeitando a lei dos idosos estão tirando todos os ônibus convencionais para não fornecer a gratuidade… eles colocam como executivo cobra 10 reais a mais e não dão a gratuidade essa é a manobra que eles usam e ninguém fala nada. Espero que os governantes tomem uma atitude

Deixe uma resposta para Amanda alves chaves Chaves Cancelar resposta