Diretor da ANTT aprovado por Comissão do Senado promete ser rigoroso com cumprimento de contratos

Três novos diretores passaram por sabatina de senadores no dia 06 de julho. Indicação ainda precisa ser confirmada pelo Plenário

ALEXANDRE PELEGI

A depender dos prováveis novos diretores da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, em casos extremos de descumprimento de contratos, o poder público deverá promover a intervenção sobre a concessão de rodovias federais.

Os três nomes indicados pelo presidente Jair Bolsonaro foram sabatinados pelos senadores na terça-feira, 07 de julho de 2021, que os questionaram em especial sobre falhas regulatórias da Agência que gostariam de ver resolvidas.

Foram aprovados pela Comissão de Infraestrutura e Logística os nomes de Rafael Vitale Rodrigues (para diretor-geral), e Guilherme Theo Sampaio e Fábio Rogério Carvalho para duas diretorias da Agência.

Os senadores Wellington Fagundes (PL) e Carlos Fávaro (PSD), ambos do Mato Grosso, citaram a atual situação da rodovia BR-163, que passa pelo estado do Mato Grosso.

Ela foi concedida à concessionária Rota do Oeste, empresa da OTP, em 20 de março de 2014, como parte da terceira etapa do Programa de Investimentos em Logística do Governo Federal

O contrato prevê o investimento de R$ 6,8 bilhões na rodovia, a principal rota de escoamento da safra de grãos do Estado, principal produtor nacional.

O modelo de concessão definiu que parte das obras de duplicação no trecho de 850,9 quilômetros seja compartilhada entre a concessionária Rota do Oeste (453 quilômetros) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) (400 quilômetros).

Os senadores disseram na sabatina que as obras de duplicação não aconteceram no prazo e, mesmo assim, a concessionária estaria cobrando pedágio dos motoristas.

Um dos diretores indicados, Fábio Rogério Carvalho, defendeu que, em casos extremos de descumprimento de contratos, o poder público deve promover a intervenção sobre a concessão.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Roberto disse:

    Quero do ver esses “Novos Diretores da ANTT atuarem mesmo a favor do País,um exemplo e km e km de ferrovias no total abandono muitas passam por região importantes e com carga mas estão paradas e abandonadas sovb dvs pretextos ,nem a conservação e limpeza as Concecionarias fazem ..,….Uma vergonha para o País

Deixe uma resposta