Greve de ônibus em Presidente Prudente chega a 20 dias nesta segunda (05)

Apenas 50% da frota estão operando e horário de pico e 35% no restante do dia; Auditoria verifica contas da empresa de ônibus

ADAMO BAZANI

A greve de ônibus em Presidente Prudente, no interior de São Paulo, chegou a 20 dias nesta segunda-feira, 05 de julho de 2021, ainda sem uma sinalização do fim do impasse entre a empresa Presidente Urbano (Pruden Express) e os trabalhadores.

A prefeitura informou que estuda a possibilidade de romper o contrato com a companhia de ônibus.

Apensas 50% da frota operam em horários de pico, com 29 veículos, e 35% nos demais horários, o que chega a 20 ônibus.

Como tem mostrado o Diário do Transporte, os trabalhadores reivindicam o pagamento de salários atrasados e vale-alimentação referentes ao mês de maio, o que motivou o começo da greve em 16 de junho de 2021, que começou de forma parcial e com atrasos nas saídas dos veículos por dois dias.

Uma auditoria da prefeitura vai analisar os balanços financeiros da empresa e do sistema na cidade.

A Presidente Urbano (Pruden Express) diz que foi prejudicada pela queda de demanda de passageiros provocada pela pandemia de covid-19.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta