Nas linhas do metrô em São Paulo, ações celebram o Dia do Orgulho LGBTI

Unidade móvel nas estações das linhas 5-Lilás e 4-Amarela. Foto: Divulgação.

Data é comemorada nesta segunda-feira, 28 de junho

JESSICA MARQUES

Em celebração ao Dia do Orgulho LGBTI, as linhas 4-Amarela e 5-Lilás de metrô em São Paulo estão recebendo ações voltadas a este público.

Uma delas é a exposição Luz e Sombra, na Estação São Paulo-Morumbi, que, nesta segunda-feira, 28 de junho de 2021, recebe uma unidade móvel dos Centros de Cidadania LGBTI, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Desde maio até julho, diversas ações como essas, em respeito à diversidade sexual e no combate à LGBTIfobia, podem ser vistas em estações da ViaQuatro e da ViaMobilidade, concessionárias responsáveis pela operação e manutenção das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, respectivamente.

As unidades móveis fazem parte dos Centros de Cidadania LGBTI que compõem a rede de serviços da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania – Coordenação de Políticas para LGBTI+, da prefeitura de São Paulo.

“Nas estações, articuladores sociais apresentam para a população as atividades que oferecem nos centros. Entre essas estão atendimento a vítimas de violência ou discriminação por causa da orientação sexual ou identidade de gênero, com encaminhamento, quando necessário, para os serviços de assessoria jurídica, psicológica ou social; e estímulo para inclusão em programas de escolaridade e inserção no mercado de trabalho”, detalham as concessionárias, em nota.

Em outra ação, na Estação Paulista, uma escada permanece decorada com as cores do arco-íris, símbolo do movimento LGBTI+ e, ao lado, há um painel com a #compartilheamor, convidando os passageiros a fazerem fotos para as redes sociais. Nas dez estações da Linha 4-Amarela, até o final do mês, é possível ver diversos cartazes reafirmando os direitos da população LGBTI+.

Confira as datas de cada ação:
Mostra Luz e Sombra – Linha 4-Amarela
Estação São Paulo Morumbi – até 30 de junho

Estação Fradique Coutinho – de 3 a 31 de julho

Unidade móvel do Centro de Cidadania LGBTI
Na Linha 4-Amarela – das 12h às 16h
Dia 28 de junho: estação São Paulo-Morumbi
Dia 30 de junho: estações Faria Lima e Butantã
Dia 7 de julho: estações Faria Lima e Butantã
Na Linha 5-Lilás – das 12h às 16h
Dias 1 e 8 de julho: Estação Capão Redondo
METRÔ DE SÃO PAULO

Para celebrar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, o Metrô de São Paulo também recebeu ações de orientação e culturais que vão levar o passageiro a conhecer e se aprofundar sobre a luta do movimento.

As ações começam já nesta segunda-feira (28) com a Unidade Móvel de Cidadania LGBTQIA+, que esteve na estação Armênia, da Linha 1-Azul, para prestação de serviços de assistência social, psicológica e jurídica às pessoas que sofrem violência e discriminação de gênero.

Também foi registrada a presença de Arthemys Beauty, drag queen do coletivo Zeles Drags que convidou o público a receber essas orientações. A unidade móvel é da Associação Cultural Educacional e Social Dynamite, e vai atender também nas estações Portuguesa-Tietê (29/06), Carandiru (01/07) e Tucuruvi (02/07).

Além disso, teve início na estação Tatuapé (Linha 3-Vermelha) a exposição “Luz & Sombra”, que estará em cartaz até 31 de julho, homenageando a vivência de pessoas transsexuais que participam ou já participaram do Programa Transcidadania. A mostra conta com fotos profissionais e depoimentos dos integrantes que relatam suas experiências de vida, a batalha pessoal durante o momento da descoberta e a maneira como o projeto social foi benéfico. Esse projeto consiste em dar auxílio financeiro a travestis, homens e mulheres trans que se empenham em concluir os ensinos fundamental e médio.

Na Estação República da Linha 3-Vermelha, o Museu da Diversidade Sexual também comemora a ocasião, com exposições digitais e presenciais. Entre elas, está a mostra “Ressetar” em que 12 artistas apresentam obras feitas após situações delicadas enfrentadas pela comunidade LGBTQIA+. O objetivo é evidenciar como estas pessoas têm o poder de se reinventarem e prosseguir com a vida após lidar com obstáculos. O museu também conta com as mostras “O Orgulho ocupa a Rua”, “Cartazes da Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo”, “Queerentena” e “Memória para Auto Defesa”. Todas essas exposições exaltam a diversidade e evidenciam a história de força dessas pessoas.

Além dessas ações, até 05 de julho o Metrô apresentará uma vinheta em homenagem à causa LGBTQIA+ nos monitores dos trens e estações.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta