São Bernardo do Campo publica decreto prorrogando fase de transição e suspensão dos transportes entre 22h e 04h

Ônibus em São Bernardo do Campo (SP)

Medidas vão até 15 de julho de 2021, seguindo data estipulada pelo governador João Doria

ADAMO BAZANI

A prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, publicou na sexta-feira, 25 de junho de 2021, no Diário Oficial da cidade, decreto que prorroga a fase de transição com medidas contra a covid-19 até o dia 15 de julho de 2021.

Com isso, restrições como limitação dos horários do comércio e serviços entre 06h e 21h com ocupação máxima de 40% da capacidade serão mantidas.

O decreto oficializa o que o prefeito Orlando Morando já havia anunciado na quinta-feira, 24 de junho de 2021, seguindo a determinação do governador João Doria que um dia antes prorrogou a fase de transição em todo o estado.

Também fica mantido o toque de recolher na cidade entre 22h00 e 04h00 até o dia 15 de julho de 2021 com a suspensão dos serviços de ônibus municipais e restrição de circulação de pessoas e veículos, com exceção das situações de necessidade, urgência e emergência.

O governo do Estado não determina suspensão de transportes coletivos, mas dá às cidades possibilidade de tomar medidas mais rígidas para conter o avanço da covid-19.

Os trólebus e ônibus da empresa Metra (ABC Sistema/Next Mobilidade) no Corredor ABD são de gestão estadual e continuam operando em horários habituais, inclusive após às 22h.

Já algumas linhas metropolitanas gerenciadas pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), apesar de serem de responsabilidade do Estado, também estão sendo recolhidas às 22h.

Em São Bernardo do Campo operam linhas da EMTU empresas de como Viação ABC (ABC Sistema/Next Mobilidade), Expresso SBC, Trans-Bus, Rigras, Imigrantes, Triângulo, Riacho Grande, Urbana (Rudge Ramos), São Camilo (Rudge Ramos), entre outras.

O comércio e as atividades de serviços continuam operando das 06h às 21h, com 40% de ocupação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Ilson da silva disse:

    Em compensação os ônibus continuam lotados no final do expediente. A noite estão diminuindo a frota. O Sr Prefeito não anda de ônibus e nem coloca fiscalização. A população não tem como fugir de Covid. Isso aí é utopia.
    Os ônibus municipais que para o alvarenga todos os dias vem lotado. Só circulam com pequeno número de passageiros os intermunicipais. Pois, são mais caros.

  2. Jair disse:

    Porque orlando não viaja de ônibus não tem 40 por cento e ônibus lotado o dia todo

  3. Ilson da silva disse:

    Olha, eu votei no senhor. Não concordo com o que o senhor está antecipando o final do expediente dos ônibus. Não muda nada continua lotado. Eu tive covid grave. Já voltei a trabalhar. Mas todo dia nos últimos ônibus. Muitas vezes fico no ponto esperando o próximo não consigo entrar lotado. Uma sugestão porque o senhor não libera o cartão legal para ser usado nós intermunicipais. E coloca nas catracas o sistema que aceita todos os cartões de crédito ou débito. Pois assim as pessoas não ficarão a mercê do cartão legal. Eu tomarei qualquer ônibus. Pois nesse sistema ficarão menos lotados. Prefeito o senhor tem de ser a favor do povo. Não tenho carro dependo de ônibus. Obrigado.

  4. José Rubens disse:

    Quanto aos ônibus,isso deve ser a pedido dos empresários que estão lucrando O mundo, lógico com ajuda do prefeito amigo desses aproveitadores.
    Estão colocando em risco a saúde da população, enquanto que o certo seria dobrar o número de ônibus pra manter o mínimo distanciamento social,eles simplesmente jogam todos em uma fruta reduzida somente pra diminuir custos e aumenta o lucro.

Deixe uma resposta