Metrô de SP abre licitação para obras civis de novo acesso pela Bela Cintra da Estação Paulista da Linha 4 – Amarela

Estação Paulista da Linha4-Amarela, localizada na Rua da Consolação. Acesso será na rua de trás, Bela Cintra. Foto: Wikipedia

Em janeiro de 2021, governador João Doria iniciou processo amigável de desapropriação de imóvel no local

ALEXANDRE PELEGI

O Metrô de São Paulo iniciou o processo para construir a implantação de acesso entre a Bela Cintra e a Estação Paulista da Linha 4 – Amarela.

O aviso de licitação para as obras civis foi publicado na edição do Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 15 de junho de 2021.

A Sessão Pública de Recebimento de documentos e propostas será no dia 20 de agosto de 2021, às 10h.

Como mostrou o Diário do Transporte, no dia 23 de janeiro deste ano o Governador João Doria declarou de utilidade pública “para fins de instituição de servidão ou desapropriação pela Companhia do Metropolitano de São Paulo – METRÔ”, um imóvel localizado na rua Bela Cintra destinado a este fim.

Em 2013, o então presidente da estatal, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, ao anunciar a construção do novo túnel de ligação entre as Linhas 2-Verde e 4-Amarela, disse que um novo acesso seria feito na Rua Bela Cintra. “Vai ser só saída, da Linha 4 diretamente para a rua”, afirmou.

Esse novo acesso ficaria do lado oposto à saída pela Rua da Consolação, dando a opção para saída pela Rua Bela Cintra.

Segundo o Metrô, em nota, a licitação ocorre paralelamente à concorrência para construção de um novo túnel de ligação entre as estações Consolação (Linha 2-Verde) e Paulista (Linha 4-Amarela)

A construção da nova entrada vai aproveitar uma área técnica já existente na estação. Esse acesso deverá levar os passageiros à entrada da Rua da Consolação, onde estão as escadas rolantes, escadas fixas e elevador.

Paralelamente, o Metrô trabalha em outro projeto para construir um novo túnel de ligação entre as estações Consolação (Linha 2-Verde) e Paulista (Linha 4-Amarela), ampliando a capacidade de transferência entre essas estações. A licitação para as obras está em andamento e a meta é assinar o contrato e iniciar os trabalhos no segundo semestre deste ano.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta