GCM de São Bernardo do Campo (SP) aborda 440 veículos circulando das 22h às 4h no fim de semana

Foco das ações é orientação, mas multas também podem ser aplicadas. Foto: Ricardo Cassin / PMSBC.

Durante o período do Toque de Recolher, circulação é restrita a situações de urgência e trabalho

JESSICA MARQUES

A GCM (Guarda Civil Municipal) de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, abordou 440 veículos circulando das 22h às 4h no último fim de semana. Durante o período, é determinado o Toque de Recolher, portanto a circulação é restrita.

Segundo a Prefeitura, neste intervalo de tempo está autorizada apenas a circulação de pessoas que estejam a caminho de serviços de urgência e emergência, farmácias, hospitais veterinários, bem como trabalhadores da indústria, telecomunicações e segurança.

As equipes atuam com foco na orientação dos motoristas, contudo também são aplicadas multas. A Prefeitura ressalta que a autuação é feita em último caso.

AGLOMERAÇÃO

No fim de semana, a GCM também dispersou quatro “pancadões” e atendeu a 23 chamados de aglomeração. As ações foram realizadas por meio da Operação Toque de Recolher, que tem como objetivo fiscalizar o cumprimento das medidas sanitárias para contenção do avanço da pandemia.

Entre sexta-feira e domingo, 04 e 06 de junho de 2021, foram quatro pancadões, com mais de 700 pessoas no total, dispersados pelos agentes de segurança. Em um deles, segundo a Prefeitura, a GCM foi recebida com garrafadas e foi necessário o uso de munição química.

“De forma integrada com demais órgãos de São Bernardo, a Guarda Civil Municipal atendeu 23 chamados de perturbação do sossego, alguns deles envolvendo festas irregulares realizadas em vias públicas da cidade”, detalhou a Prefeitura.

“No sábado, um evento com a participação de cerca de 400 pessoas, na Rua Cassiano Gabus Mendes, no Jardim Calux, foi encerrado após a chegada das equipes da Prefeitura. Várias garrafas foram lançadas contra as guarnições, que foram contidas com o lançamento de granadas de lacrimogêneo. Um veículo foi apreendido.”

Durante a operação, houve também a dispersão de aglomeração em eventos irregulares realizados no Jardim Beatriz, Chácara Sergipe, Alvarenga, Vila São José, Sítio Bom Jesus, Jardim do Mar, Baeta Neves e Taboão.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Manoel Luiz de Neto disse:

    Bandido não prenderem nem prendem, lamentável

    Preifeitin de m****a

  2. Luiz Assis disse:

    A gcm tem que tem quê ser mais intensificada aqui no Jardim Belita e continental muitas famílias fazendo arruaças depois das 11 horas da noite não respeita

  3. João Augusto Sarmento disse:

    Precisa multar muito mais esse povo desrespeitoso e sem educação nenhuma pessoa que conheço foi multada até hoje no bairro DER que vive o tempo todo desrespeitando a lei.

  4. Carlos disse:

    GCM, deveria ser destinado, a cumprir suas principais atividades na proteção a população, controle preventivo do público…Infelizmente com a atual administração do governo Estadual, o Brasil nunca vai ser um país de primeiro mundo, começando pela corrupção que está acabando com o nosso país, população alienada, políticos gananciosos e desonestos em sua maioria. Vários cargos políticos desnecessários. Senadores, governadores e prefeitos que não apoiam o Presidente, para que o país evolua da melhor forma.

  5. Cristiano Ribeiro Leonel disse:

    Abordar bandidos e caixilhos que mais parecem discotecas ambulantes nada…
    Agora para abordar cidadōes trabalhadores é mais fácil e seguro né prefeik ?

  6. Alberto disse:

    Como de costume a GCM de São Bernardo fazendo blitz nas principais avenidas enquanto onde ela deveria está são dentro dos bairros periféricos onde a desordem e aglomerações acontecem sem nenhuma intervenção do poder público

Deixe uma resposta para Carlos Cancelar resposta