Terminais de ônibus da capital paulista têm pontos de troca de recicláveis por adubo e sabão

Terminal Lapa integra o Bloco Noroeste da Concessão. Foto: Divulgação / Arquivo.

Iniciativa será realizada até este sábado (05), em comemoração à Semana Nacional do Meio Ambiente

JESSICA MARQUES

Os terminais de ônibus da capital paulista recebem nesta semana pontos de coleta de materiais recicláveis, eletrônicos e óleo de cozinha usado.

Os locais funcionam como pontos de troca de materiais recicláveis e eletrônicos por composto orgânico – produzido nos pátios de compostagem da cidade; e óleo de cozinha usado por sabão em barra, que foi reaproveitado do próprio material.

A ação é realizada em sete terminais de ônibus e no Parque da Juventude da cidade até sábado, 05 de junho de 2021, sempre das 10h às 16h. A coleta dos materiais será realizada por agentes ambientais, que também atuarão na conscientização na região.

O objetivo é celebrar a Semana Nacional do Meio Ambiente. A iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal das Subprefeituras e AMLURB (Autoridade Municipal de Limpeza Urbana), que busca promover a conscientização ambiental na população e ampliar o descarte correto dos materiais.

Em parceria com a SPTrans e Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, a ação é realizada nos seguintes locais:

  • Terminal Mercado – Av. do Estado, nº 3.350
  • Terminal Grajaú – Rua Giovanni Bononcini, nº 77
  • Terminal Vila Prudente – Av. Professor Luís Ignácio de Anhaia Melo, nº 1359
  • Terminal Lapa – Praça Miguel Dell Erba, nº 50
  • Terminal Pinheiros – Terminal Pinheiros – Rua Gilberto Sabino nº 130
  • Terminal A. E. Carvalho – Av. Imperador, 1.401 – Cidade A. E. Carvalho
  • Terminal Capelinha – Estrada de Itapecerica, nº 3.222
  • Parque da Juventude – ao lado do metrô Carandiru

Segundo a Prefeitura, os materiais recicláveis coletados nos pontos de troca serão destinados prioritariamente para as cooperativas de reciclagem habilitadas na AMLURB, para contribuir com a geração de renda de 940 famílias de cooperados.

Por sua vez, os resíduos eletrônicos serão encaminhados para Cooperativa Coopermiti, também habilitada na autarquia, e o óleo de cozinha usado será destinado para o Instituto Triângulo, que transforma o material em sabão em barra.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta