Obras do Complexo Viário Cassaquera, em Santo André (SP) serão entregues até o fim do ano

Canalização do córrego Cassaquera avançou para a rotatória da Avenida Giovanni Battista Pirelli. Foto: Divulgação / PSA.

Previsão foi divulgada pela Prefeitura nesta quinta (03), após vistoria

JESSICA MARQUES

As obras do Complexo Viário Cassaquera, em Santo André, no ABC Paulista, serão entregues até o fim do ano. A previsão foi divulgada pela Prefeitura nesta quinta-feira, 03 de junho de 2021, após uma vistoria realizada pelo prefeito Paulo Serra.

Na ocasião, o prefeito acompanhou o início da canalização do córrego Cassaquera na rotatória da Avenida Giovanni Battista Pirelli. Neste trecho, as intervenções estão previstas para terminar no fim de agosto.

Considerando a canalização do curso d’água de 1,7 quilômetro e a construção de um novo sistema viário na Avenida Luiz Ignácio de Anhaia Mello, as obras chegaram a cerca de 70% de conclusão, segundo a Prefeitura.

Atualmente, os profissionais estão atuando em sete frentes de trabalho simultaneamente, incluindo os serviços de preparação do solo para a pavimentação da via.

“Esta obra, que nós conseguimos tirar do papel, é uma das mais importantes para o eixo estrutural de mobilidade urbana. O novo complexo tem uma importância muito grande para facilitar o acesso ao Rodoanel e possibilitar a ligação entre as avenidas dos Estados e Valentim Magalhães, tornando-se fundamentais para a melhoria do trânsito e para o desenvolvimento da nossa cidade”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

O projeto contempla a criação de duas travessias sobre o córrego. Uma será na região da Rua Fernando Pessoa, que já começou a ser construída, e a outra próxima à Rua Assis Chateaubriand. Além disso, as passagens que ficam entre as ruas João Caetano e Fernando Costa serão readequadas.

CANALIZAÇÃO

Além das intervenções em mobilidade urbana, o Complexo Viário Cassaquera tem como objetivos melhorar o escoamento da água da chuva, controlar o risco de enchente e alagamento na região, diminuir o problema de descarte irregular de resíduos às margens do córrego e contribuir com a despoluição do curso d’água, segundo a Prefeitura.

Assim, no trecho de canalização, 100% dos efluentes passaram a ser coletados e tratados devidamente, o que corresponde a aproximadamente 80% de redução de esgoto despejado no canal.

INVESTIMENTO

O investimento para o Complexo Viário Cassaquera é de cerca de R$ 40 milhões. As obras fazem parte do programa Sanear Santo André, que ainda inclui melhorias para a gestão de resíduos sólidos e dos sistemas de monitoramento de chuva e drenagem urbana.

O programa recebe financiamento de US$ 50 milhões pela CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina).

Relembre:

Santo André inicia obras do Complexo Viário Cassaquera nesta sexta-feira

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Volto a alertar a canalização ? Positivo! Só que com isso vai aumentar vazão para o Tamanduateí, e claro, avolumar em dias de chuva a ponto de ao chegar no centro-estação, onde inunda, demorará seu escoamento na Rua Itambé, que por baixo recebe um córrego vindo da XV de novembro volumosos também a ponto de inundar até o terminal….Vamos esperar as proximas chuvas pra saber se a obra feita na estação traga bons resultados,,,,(espero ter contribuido com a cidade)

  2. Avelino Teles disse:

    Estão todos de parabéns, afinal nossa querida Santo André estavam jogada as traças quando estava administrada pelos prefeitos anteriores.
    Só que o nosso querido prefeito Paulo Serra e seus vereadores, esqueceram que tinha que educar nossos novos vizinhos, que eles trouxeram para nossos bairros.
    Aqui na avenida Itamarati no parque Erasmo Assunção, já encontra garrafas de bebidas jogadas nas calçadas, sem contar com os animais de estimação, que vieram juntos e saem passeando, deixando seus cães fazerem as necessidades pelas nossas calçadas.
    Sinto muito Paulo Serra, não estou aqui descriminado ninguém, pois acho que todos tem que ter direito a moradia digna. Só tenho dó dos policiais e da guarda municipal, que não param mais, ocorrências uma atrás da outra.
    Já até solicitei uma lombo faixa aqui na avenida Itamarati, pra evitar os rachas de carros e motos e agora o pessoal atravessando na avenida, sem segurança nenhuma.
    Pedi ajuda até para o vereador mais bem votado, em julho faz um ano e nada dessa lombo faixa.
    Estarei aqui pra quaisquer esclarecimentos, pede para um engenheiro da CET me procurar, ficarei dez minutos com ele aqui na avenida pra ele presenciar o perigo que estamos correndo aqui.
    Cumpro informar que moro aqui há 30 anos, amava morar aqui, mais infelizmente, já não é mais a mesma coisa.
    Só decepção, será que vão esperar morrer alguém aqui em frente o banco Itaú e o supermercado Dia, para vocês tomarem as providências?
    Fico no aguardo de uma resposta.
    Att. Avelino Teles

Deixe uma resposta