Tarifa dos trens da SuperVia passam a custar R$ 5,90 a partir de 1° de julho

Segundo a concessionária foram completados cem dias de negociações e o valor novo segue parâmetro de aumento pela tabela do IGP-M

WILLIAN MOREIRA

A SuperVia, concessionária operadora do sistema de trens urbanos no Rio de Janeiro, anunciou reajuste no valor da tarifa do transporte para R$ 5,90 começando a valer em 1° de julho de 2021.

O aumento de R$ 0,90, de acordo com a empresa, acontece após cem dias de negociações com o Governo do Estado e teve o preço novo aprovado pela Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) em dezembro de 2020.

Para chegar à tarifa em R$ 5,90, a SuperVia diz que utilizou como base de cálculo a tabela do IGP-M publicada pela Fundação Getúlio Vargas, respeitando o prazo limite de 31 de maio deste ano como data em que seriam definidos os meios para viabilizar um reequilíbrio financeiro da concessão do sistema sobre trilhos.

A concessionária, por sua vez, alega que desde o início da pandemia, perdeu mais de 102 milhões de passageiros transportados e acumula um prejuízo no valor de R$ 472 milhões.

Ainda de acordo com a empresa, a situação teria agravado a crise já existente nos transportes e exposto o alto custo pago pela companhia com manutenções e intervenções necessárias para manter os trens em pleno funcionamento.

A SuperVia relatou também que esperava que a retomada e recuperação da normalidade acontecesse no segundo semestre deste ano, mas conforme vem se comportando a pandemia, a nova previsão é de recuperar a quantidade de passageiros transportados somente em 2023.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Pelo visto o barraco vai armar/ vão levantar o barraco,,,com esse aumento,,….imagino…O Fluminense apanha muito…e, precisa mesmo de um Orlando,,,já que nada adiantou sugerir ao Cabral modelar a Supervia nos moldes da CPTM,,,ao invés de comprar trens em Hortolandia-SP, foi comprar na China…18 mil km daqui

Deixe uma resposta para landauford1970 Cancelar resposta