Metroplan autua 20 ônibus em Canoas (RS) por excesso de passageiros

Secretário de Articulação e Apoios aos Municípios, Luiz Carlos Busato, e Superintendente da Metroplan, Rodrigo Schnitzer, estiverem presentes na blitz Comunicação Social / Metroplan

Foram abordados 45 veículos, sendo 23 da empresa Transcal e 22 da empresa Vicasa

ADAMO BAZANI

A Metroplan (Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional), que entre outras funções gerencia o transporte metropolitano no Rio Grande do Sul, autuou 20 ônibus por excesso de passageiros em Canoas (RS).

A operação ocorreu na Avenida Guilherme Schell, próximo a Porto Alegre, nesta segunda-feira, 17 de maio de 2021.

Segundo a autarquia, foram abordados 45 veículos, sendo 23 da empresa Transcal e 22 da empresa Vicasa. Devido o excesso de passageiros, 20 coletivos foram autuados.

Quanto aos horários, as equipes constaram que todas as partidas estavam sendo cumpridas.

Os fiscais também analisaram as condições de funcionamento do Transporte Coletivo, cumprimento das normas editadas para o período de pandemia, e condições (sanitárias) gerais de higienização e ventilação. Os trabalhos dos fiscais irão continuar em dias, horários e pontos alternados.

TAC:

Os trabalhos de fiscalização ocorreram no âmbito de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), firmado entre a empresa Vicasa, Ministério Público de Canoas, SAAM e Metroplan.

A empresa Transcal, do mesmo grupo, passou a operar as linhas Estância Velha a Porto Alegre, Industrial a Porto Alegre, e a linha semi-direta Guajuviras – Porto Alegre/Praia de Belas. As linhas de Integração estão circulando com ônibus da categoria Executivo, porém o preço cobrado é da categoria Convencional, segundo a Metroplan.

Para as linhas Canoas à Capital e vice-versa foram destacados veículos da categoria Convencional com ar condicionado. No total são 40 ônibus, com aumento de 110% no número de viagens, passando de 244 para 514, diz a autarquia.

MAIS LINHAS DE INTEGRAÇÃO:

A Metroplan prometeu em nota que a segunda etapa, dividida em duas fases, entra em operação no dia 24 de maio, com operação das linhas de Integrações Estância Velha, Niterói, Barreto, Guajuviras via Boqueirão, Residencial Guajuviras via Avenida Esperança e Hispânica e Santa Maria/Guajuviras, e no dia 31 de maio linhas de Integrações Mathias Velho, Florianópolis, Harmonia/Mato Grande, Fátima e Igara/Petrobrás/Ozanan.

“Todas as operações estarão sendo acompanhadas pela equipe de fiscalização de transporte da Metroplan. Durante os próximos 45 dias, serão avaliadas demandas e ofertas, para que no final do período possa ser feito o ajuste conforme a necessidade. Caso não cumpram o acordo a empresa será autuada e poderá perder a concessão”, comentou o secretário da SAAM, Luiz Carlos Busato.
Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Só muda a mehrdhya,ou seja com esse sistema criminoso e ilegal,só muda o seis por meia-dúzia.Só mudam as moscas,porque a mehrdhya é a de sempre.

Deixe uma resposta para carlos souza Cancelar resposta