Diário no Sul

Criciúma (SC) assina contrato de concessão do transporte coletivo no valor de R$ 20,4 milhões

Viação Forquilhinha, que lidera o Consórcio CCTU. Foto: Lucas Juvêncio / Ônibus Brasil

Contrato terá duração de 25 anos e foi assinado com o Consórcio Criciumense de Transporte Urbano (CCTU) que já opera na cidade

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Criciúma, em Santa Catarina, assinou contrato com o Consórcio Criciumense de Transporte Urbano (CCTU) para concessão do serviço de transporte coletivo do município.

O Extrato do termo assinado consta do Diário Oficial da União desta terça-feira, 18 de maio de 2021.

O valor da outorga é de R$ 20,4 milhões, e o prazo do contrato é de 25 anos. O edital exigia um valor mínimo de R$ 20 milhões de outorga.

Como mostrou o Diário do Transporte, o certame teve apenas uma proposta, que foi feita pelo Consórcio formado pelas empesas que já operam no município.

O principal critério da concorrência foi o valor da tarifa de remuneração.

O CCTU ofereceu proposta de R$ 4,24, apenas um centavo a menos que o valor máximo previsto no edital, de R$ 4,25.

O sistema de transporte da cidade catarinense atualmente conta com 67 linhas.

O CCTU é formado pelas empresas Auto Viação Critur Ltda; Expresso Coletivo Forquilhinha Ltda; Expresso Rio Maina Ltda; e Zelindo Trento e Cia Ltda – ZTL.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Consórcio também é monopólio e outro tipo de quadrilha.

Deixe uma resposta