Diário no Sul

Justiça determina leilão de imóveis da empresa Glória que atuou no transporte coletivo de Blumenau (SC)

São 25 bens que podem arrecadar mais de R$ 12 milhões

WILLIAN MOREIRA

O TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de Santa Catarina determinou que seja realizado um leilão a partir de 12 de julho de 2021, de 25 imóveis da empresa Nossa Senhora da Glória, que operava no transporte coletivo de Blumenau.

A decisão atende um pedido movido pelo Sindetranscol que representa os trabalhadores do setor no município.

O valor obtido deverá ser utilizado para quitar pendências trabalhistas não pagas desde 2016, ano do rompimento de contrato do serviço.

Estes imóveis são divididos entre seis salas, quatro lojas e nove vagas de garagem no Conjunto Comercial e Residencial Sackl, além de seis terrenos em Blumenau, avaliados em R$ 12,27 milhões (R$ 12.279.820,00), segundo o sindicato.

Ainda de acordo com a entidade, quem buscar o arremate destes bens deve ofertar no mínimo um valor 50% superior ao da avaliação, levando o leilão quem realizar a melhor proposta.

O encerramento está previsto para acontecer em 26 de julho deste ano às 14h45.

Contra a decisão de levar estes imóveis a leilão cabe recurso, podendo até mesmo vir a ser suspensa.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Fruto dos mesmos crimes do philiw da poohth@ que faliu uma empresa de Pernambuco e controla uma empresa do Rio Grande do Sul.No caso do Rio grande do Sul,na minha cidade(Rio Grande-RS)Se fosse um país legal,caras como esse e outros philiws da poohth@ já teriam ido pro paredão,

  2. Leonita nunes disse:

    A única cousa que lamento, é que com o consórcio siga nós Blumenauenses tínhamos um transporte de qualidade. Toda população andava de ônibus porque era confiável, podíamos sair uns minutos pra andar até o ponto pq sabíamos que viria exatamente no horário. Hj eles passam qdo querem. Resumo: ônibus quase sempre com poucas pessoas. Eu mesma desde que fiquei 3 horas no ponto com compra de mercado estragando no verão, comprei um carro.

Deixe uma resposta para carlos souza Cancelar resposta