Projeto que prevê subsídios para impedir aumento na tarifa de ônibus de Fortaleza (CE) tramita em regime de urgência

Proposta foi encaminhada à Comissão Conjunta de Constituição e Orçamento aguarda apreciação. Foto: Divulgação.

Segundo a proposta, os custos extras do transporte público serão custeados pela Prefeitura e  pelo Governo do Estado

JESSICA MARQUES

Tramita em regime de urgência um projeto que prevê subsídios para o transporte coletivo de Fortaleza, no Ceará, com o objetivo de impedir um reajuste na tarifa. A proposta da Prefeitura foi encaminhada à Comissão Conjunta de Constituição e Orçamento e aguarda apreciação de parecer do relator pelo colegiado.

Conforme detalhado pela Câmara, após o processo na Comissão, o projeto retorna para sessão extraordinária virtual para aprovação em discussão única e redação final, seguindo para sanção do Executivo.

“A proposta autoriza a criação de subsídio para os custos adicionais do serviço de transporte público de Fortaleza. A medida, além de recursos municipais, contará com repasse do Governo do Estado, evitando o aumento do preço da passagem de ônibus”, detalhou a Câmara, em nota.

O projeto especifica que o valor garantido é de R$ 32.000.000 (trinta e dois milhões de reais) por meio de abertura de crédito adicional especial, que serão repassados entre os meses de maio e dezembro de 2021.

Na mensagem, a Prefeitura destaca estudos técnicos realizados pela Etufor (Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza) que “revelam, em situação agravada pela pandemia da Covid-19, a queda significativa da demanda e o aumento dos custos, tais como combustível e mão de obra. Segundo os dados, o último aumento da tarifa do transporte público de Fortaleza ocorreu em janeiro de 2019, sendo atualmente uma das passagens mais baratas do Brasil”.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta