Criminosos colocam fogo em ônibus após morte de homem na zona Sul de São Paulo

População contará com um ônibus a menos por causa de bandidos

Veículo foi cercado por bando;  Motorista, cobrador e passageiros foram ameaçados

ADAMO BAZANI

Um bando de criminosos depredou e incendiou um ônibus articulado, do sistema de transportes da capital paulista, na Avenida Guido Caloi, na zona Sul da capital paulista.

Os bandidos cercaram o veículo nas proximidades da “comunidade” Felicidade.

O motorista, o cobrador e os passageiros foram hostilizados e ameaçados pelos marginais.

De acordo com a Polícia Militar, o bando protestou contra a morte de um homem numa operação de cumprimento de mandado de prisão da Polícia Civil.

Um PM foi atingido por uma pedrada lançada pelos bandidos.

O artigo 163 do Código Penal deixa claro que destruir inutilizar ou deteriorar o bem ou serviços de uma união, tanto estado, quanto município é considerado crime contra o patrimônio público. São enquadrados também bens privados a serviço público, que é o caso de ônibus de concessionárias e permissionárias de transporte público.

A via está bloqueada e a ação dos criminosos atrapalha o deslocamento de quem depende de transporte coletivo.

Por meio de nota, a SPTrans diz que foram desviadas 18 linhas

A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, informa que um ônibus foi alvo de vandalismo por volta das 16h30 de sexta-feira, 14 de maio.

O veículo fazia a linha 7004/10 Term. Jardim Jacira – Est. Santo Amaro/Guido Caloi foi incendiado na Av. Guido Calói. As 18 linhas que circulam pelo local estão com seus itinerários desviados
 
A SPTrans repudia atos de vandalismo e contata a Polícia Militar em tais circunstâncias.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. HENRIQUE DA SILVA TEIXEIRA disse:

    Bandidos? É assim que qualquer morador que mora na favela É visto. É assim que é visto um pessoal que protestou contra a morte de um inocente. Que nao tinha drogas. Nem nenhum crime em vida.

    Quem escreveu essa matéria é um lixo

    1. diariodotransporte disse:

      Não, é assim que é visto quem coloca fogo em ônibus e coloca em risco a vida de trabalhadores no transporte coletivo (o motorista, o cobrador e os passageiros transportados).
      Colocar fogo em ônibus não é protesto, é crime. O movimento perde a razão: precisa avisar quem fez isso.
      É só saber ler direitinho, o que parece que você não sabe. Foram chamados de bandidos quem colocou fogo em ônibus, não quenm protestou.
      Se fosse seu pai e sua mãe motorista e cobradora deste ônibus e você visse que eles correram risco de morrer por causa de bandidos incediários, acho que você atrás de sua tela, mudaria o tom.
      Invadir um veículo como se fossem os donos do pedaço e mandar quem está indo e vindo descer e sair acuado é que é coisa de lixo (usando sua terminologia).
      Aliás, poderia ter a campanha: “Queimou Busão, perdeu a Razão”
      Todo protesto é legítimo, mas repito, colocar fogo em ônibus não é protesto, é crime.
      Não à violência policial, não ao preconceito, mas não à violência de bandidos, não ao incêndio em ônibus, não ao colocar em risco a vida de quem está trabalhando e se deslocando e não aos analfabetos funcionais

    2. Enzo disse:

      Escuta aqui imbecil quem é vc pra dizer isso quanto está recebendo dos marginais pra criticar a matéria seus comparsas tacaram fogo no ônibus ameaçaram motorista cobrador os usuários e vc seu idiota defende esses bandidos a parabéns a polícia por ter mandado esse vagabundo nos quinto dos infernos.

Deixe uma resposta para HENRIQUE DA SILVA TEIXEIRA Cancelar resposta