Condephaat aprova pedido de anuência para implantação da Linha 19-Celeste

Conselho pede que Metrô apresente detalhamento arquitetônico das estações Pari, São Bento e Anhangabaú

ALEXANDRE PELEGI

O Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado), em sessão ordinária realizada no dia 1º de fevereiro de 2021, aprovou por unanimidade o pedido de anuência para ampliação da rede de metrô de São Paulo, através da Linha 19-Celeste, Trecho Bosque Maia/Anhangabaú.

A linha interliga os municípios de São Paulo e Guarulhos.

O Conselho, no entanto, fez algumas ressalvas: o Metrô terá de apresentar o detalhamento arquitetônico das estações Pari, São Bento e Anhangabaú.

Além disso deverá apresentar também as respectivas VSEs (Ventilação e Saída de Emergência) dessas estações, além da VSE 18 que atenderá o Estacionamento Bixiga.

Essa autorização, como pondera a publicação do Condephaat, não isenta o Metrô de SP de obter aprovação de seu projeto nos demais órgãos competentes.


O Metrô já realizou a licitação para elaboração do projeto básico da Linha 19-Celeste, entre as estações Bosque Maia e Anhangabaú. A Sessão Pública, antes marcada para o dia 5 de abril de 2021, foi realizada no dia 13 de abril.

Cinco consórcios entregaram propostas técnicas, que estão sendo analisadas pela Companhia.

A Linha 19-Celeste é um projeto do Metrô de São Paulo que em sua primeira fase ligará a região central de São Paulo, no Anhangabaú, até a cidade de Guarulhos, no Bosque Maia, contando com 15 estações em 19,4 km de extensão segundo o Projeto Funcional.

A linha metroviária passa por bairros da capital como Pari, Vila Maria, Vila Guilherme e Jardim Japão.

Essa será a segunda linha do Metrô em Guarulhos, já que a Linha 2-Verde tem projeto de expansão para chegar às proximidades da Rodovia Presidente Dutra.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Zélia disse:

    A cidade de Guarulhos precisa e nós gusrulhenses necessitamos, transporte público aqui é péssimo principalmente EMTU, ônibus velhos, barulhentos, sem ar condicionado, no verão, somos cozidos diariamente, além de muito trânsito, demora, passagens caríssimas.

  2. Maria Felix disse:

    Ninguém se importa com a linha azul Jabaquara,pq não custa ampliar a linha para Diadema e são Bernardo,os governantes não estão nem aí,eles mexem aonde é satisfatório para eles..

Deixe uma resposta