Prefeitura do Rio vai incentivar o uso de meios de locomoção não-poluentes

Foto: Divulgação Prefeitura do Rio

Projeto de grupo de trabalho vai propor uma integração destes meios com o transporte público

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura do Rio de Janeiro criou um grupo de trabalho que vai avaliar, identificar e criar projetos voltados para a mobilidade urbana, buscando incentivar as pessoas ao uso de meios de transporte que não emitem gases poluentes na atmosfera.

Em até dez dias o grupo terá representantes de nove órgãos do município, que debaterão sobre a ampliação do uso de bicicleta, patins, patinetes, skates e outros meios de transporte que se enquadrem na medida.

A intenção também é otimizar e aumentar o uso dos 458 quilômetros de ciclovias e propor uma integração com o transporte coletivo dos ônibus urbanos.

Esta ação leva em conta o compromisso da cidade em neutralizar até 2050 a emissão dos gases poluentes, ter um transporte urbano sustentável e investir mais em ciclovias, ciclorrotas e faixas compartilhadas.

De acordo com a pesquisa sobre o Impacto do Uso da Bicicleta no Rio, realizada em 2018 pelo Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento), 36% das viagens que são feitas atualmente por ônibus, poderiam ser feitas por bicicletas, já que a maioria ainda escolhe o transporte coletivo como meio principal para seus deslocamentos.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Manoel de Sousa Neto disse:

    Antes de sair gastando mais dinheiro público por aí, precisam pensar em dar maior suporte e apoio para quem já utiliza bicicleta como meio de transporte. As administrações públicas e grupos de trabalho como este criado pela Prefeitura do Rio, precisa incluir estacionamentos para as bicicletas e alguns até funcionando como ponto de apoio para os ciclistas. Com infra-estrutura vai se otimizar o uso e mais e mais pessoas vão aderir ao transporte não poluente.

Deixe uma resposta