Sindicato pede que valores bloqueados da VCG sejam transferidos para trabalhadores em Ponta Grossa (PR) com urgência

Sistema está com greve há 28 dias; Apenas 50% da frota operam

ADAMO BAZANI

Registrando greve há 28 dias, o sistema de transportes urbanos de Ponta Grossa (PR) pode começar a ver um desfecho em breve.

Nesta segunda-feira, 03 de maio de 2021, o Sintropas-PG, que representa os profissionais, entrou com pedido na Justiça Trabalhista para que seja determinado que a VCG (Viação  Campos Gerais) anexe aos autos, de maneira urgente, os holerites de todos os funcionários, com a respectiva conta salário de pagamento para que o judiciário possa cobrar a transferência dos valores bloqueados da companhia aos trabalhadores.

Segundo nota da entidade trabalhista, “o pedido de urgência se fundamenta na situação financeira dos colaboradores da empresa do transporte coletivo, que se agrava diariamente. Sendo assim, se torna imprescindível a amortização do saldo que lhes é devido dos valores já levantados.”

Como mostrou o Diário do Transporte, no dia 28 de abril, a Justiça decidiu pelo bloqueio de bens da VCG para pagar os salários atrasados. Na mesma data, foi realizada uma paralisação geral da categoria. Atualmente, apenas 50% da frota estão em operação.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/04/28/ponta-grossa-fica-sem-onibus-da-vgc-no-fim-de-tarde-e-parte-da-noite-desta-quarta-28/

A empresa de ônibus relata dificuldades financeiras agravadas pela pandemia de covid-19, que impactou na demanda de passageiros.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta