Trabalhadores da empresa São Miguel entram em greve em Uberlândia (MG)

Uma multa está prevista em caso de descumprimento da quantidade mínima de coletivos nas ruas. Foto: Valace Mendes de Souza Neto/Ônibus Brasil.

Nova interrupção do serviço ocorre duas semanas após a última paralisação

WILLIAN MOREIRA

Rodoviários da empresa São Miguel, que atua no transporte coletivo do município mineiro de Uberlândia, iniciaram uma greve de ônibus nesta quinta-feira, 29 de abril de 2021, com os funcionários protestando pelo pagamento dos salários atrasados.

De acordo com o Sinttrurb (Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Uberlândia), além do salário, os trabalhadores pedem o restante do vale-alimentação de março pago parcialmente e o retorno dos planos de saúde e farmácia que se encontram suspensos.

Era previsto para a última sexta (23) que a segunda metade do salário fosse quitada, mas isso aconteceu somente para os motoristas, faltando os outros funcionários como cobradores, funcionários das garagens, entre outros.

Ainda nesta quinta, uma reunião de negociação deve acontecer para tentar terminar a paralisação.

Apesar estarem em circulação somente 21 ônibus, uma decisão obtida pelas empresas do transporte coletivo de Uberlândia determina que o funcionamento mínimo deva ser de 60% da frota, prevendo uma multa diária de R$ 50 mil caso o descumprimento acontecer.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta