Greve de ônibus em Paulínia (SP) chega ao fim após dois dias

Segundo a Prefeitura, operação deve ser normalizada ainda nesta quinta. Foto: Rafael Senna/Ônibus Brasil.

Paralisação foi realizada devido possibilidade da demissão de aproximadamente 100 cobradores

WILLIAN MOREIRA

Terminou no começo da noite desta quinta-feira, 29 de abril de 2021, a greve dos trabalhadores do transporte coletivo em Paulínia, no interior de São Paulo.

O movimento grevista havia iniciado nesta quarta (28), com os motoristas interrompendo as atividades e reivindicando a inclusão dos cobradores na nova licitação do transporte coletivo. Segundo a categoria, cerca de 100 pessoas podem perder o emprego.

Outro pedido é a estabilidade de seis meses a contar do início do novo contrato.

De acordo com a Prefeitura de Paulínia, em publicação nos canais oficiais, o retorno dos ônibus acontecerá gradualmente nas próximas horas.

Contudo, a Prefeitura não menciona se as reivindicações dos rodoviários serão ou não atendidas.

O sindicato da categoria, por sua vez, confirma o atendimento parcial das reivindicações, menos a manutenção do cargo dos cobradores. Entretanto, foi garantido que não haverá demissões destes funcionários.

Veja a nota da prefeitura publicada nas redes sociais:

“A Prefeitura de Paulínia, por meio da Secretaria de Transportes, informa que a paralisação realizada de forma ilegal pelos funcionários da empresa responsável pelo transporte municipal foi encerrada na noite desta quinta-feira, 29.

Com o retorno da circulação dos ônibus, a operação deverá ser normalizada nas próximas horas.”

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta