Trabalhadores do transporte coletivo protestam em Recife (PE) por vacinação contra a covid-19

Veículos foram parados na via

Rodoviários esperam uma data limite até 15 de maio para ter seu pedido atendido

WILLIAN MOREIRA

Motoristas e cobradores do transporte coletivo de Recife e Região metropolitana protestam no centro da capital pernambucana na região da Avenida dos Guararapes na manhã desta segunda-feira, 26 de abril de 2021.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do Recife e RMR, a categoria pede inclusão no grupo prioritário de vacinação contra a covid-19, como o que ocorreu aos trabalhadores dos ônibus em São Paulo e Rio de Janeiro.

É esperado pela entidade sindical que até 15 de maio o pedido seja atendido, caso contrário novos protestos vão acontecer e uma greve pelas vacinas não está descartada.

Veja abaixo na íntegra a carta que será enviada ao Governo do Estado do Pernambuco:

“Ao Governador de Pernambuco

Pela imediata vacinação dos rodoviários e rodoviárias!

É em meio à pandemia da Covid-19, cada vez mais fora de controle, que os trabalhadores rodoviários do Recife e Região Metropolitana vêm realizando o seu trabalho de transportar cerca de 1 milhão de passageiros por dia.

Somos uma categoria que, com maior ou menor grau de restrição sanitária, nunca deixou de trabalhar.

Sofremos com a falta de testes, a subnotificação de casos e a falta de vacinas. Mesmo com a dificuldade de divulgação de dados oficiais por parte das empresas e do poder público, já registramos a morte de pelo menos 25 rodoviários em decorrência do novo coronavírus.

Na data de hoje, 26 de abril, o sindicato da categoria realiza um protesto no centro do Recife exigindo a inclusão da mesma no grupo populacional prioritário para a vacinação. Solicitamos ao Governo de Pernambuco que inclua e comunique oficialmente à categoria que a mesma terá a sua vacinação iniciada até 15 de maio de 2021. Se tal decisão não for tomada, continuaremos a realizar protestos como realizamos hoje e iremos apresentar uma proposta de greve por vacinas.

Aproveitamos para manifestar solidariedade aos demais trabalhadores do transporte, como os metroviários, os do sistema complementar e orientadores de fila das integrações. Solicitamos que o Governo de Pernambuco também os contemple.”

 

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta