ÁUDIO: Motoristas de ônibus de Niterói (RJ) serão vacinados na próxima semana, diz secretário da Saúde

Rodrigo Oliveira (de camisa esverdiada) diz que prioridade é para querm trabalha nas linhas municipais

Outras categorias profissionais devem ser imunizadas também, além de pessoas com comorbidades

ADAMO BAZANI

Colaborou Willian Moreira

Os motoristas de ônibus e demais funcionários da linha de frente do transporte público de Niterói (RJ) devem ser vacinados já na próxima semana.

A promessa foi feita na noite desta segunda-feira, 26 de abril de 2021, pelo secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, em transmissão por rede social ao lado do prefeito Axel Grael

Além dos rodoviários, pessoas com comorbidades e outros profissionais serão imunizados a partir da semana que vem, como anunciou o secretário

“Nós vamos vacinar o que a gente está chamando de grupos prioritários, que são profissões de saúde que tem o maior risco e, portanto, a gente vai seguir o calendário. Neste sentido, a gente também abaixando sempre a faixa etária , 59, 58, também em calendário que a gente vai divulgar ainda hoje em nossas redes sociais. A gente vai vacinar os seguintes grupos: segurança municipal, agentes de trânsito, limpeza urbana, trabalhadores da educação  e rodoviários, profissionais que trabalham no transporte coletivo rodoviário. Esses profissionais devem apresentar: documento de identidade com foto, contracheque do mês corrente  ou declaração atual que você trabalha neste local. Neste caso, principalmente trabalhadores que têm a sua atuação na cidade de Niterói, seja o Guarda Municipal, seja o motorista de ônibus de uma linha que passa no território municipal”

Ouça:

Os motoristas de ônibus amearam a fazer uma greve em Niterói nesta segunda-feira, mas diante da sinalização na sexta-feira (23) da prefeitura em realizar estudos para definir datas de vacinação, o sindicato que representa a categoria decidiu fazer manifestações, mas com os ônibus saindo das garagens.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta