Metrô de São Paulo coloca em circulação trem com proteção antiviral

Apoio de mão com o revestimento

Composição conta com superfícies protegidas e passa por nebulização de produto especial

WILLIAN MOREIRA

O Metrô de São Paulo apresentou na manhã desta terça-feira, 20 de abril de 2021, o primeiro trem da companhia com proteção antiviral, proporcionando maior segurança sanitária aos passageiros.

O trem que está circulando na Linha 3-Vermelha que liga a região de Itaquera até a Barra-Funda, e tem seus vidros, balaústres e pega-mãos revestidos com um filme e adesivo antiviral.

O objetivo do Metrô com essa medida é adicionar mais uma ação, além da limpeza e higienização que foram intensificadas durante a pandemia para evitar a propagação de vários vírus, principalmente o da covid-19.

Além disso, o trem passará por um processo de nebulização no pátio da linha com produto que ao aderir nas superfícies permanece ativo por um prazo prolongado.

Apoio de mão com o revestimento

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta