Wemobi, do Grupo JCA, cria um WhatsApp para mulheres relatarem assédio em ônibus

Ônibus com o padrão visual do Wemobi

Chamado de weHELP, canal de suporte é 24h, e atendimento é feito por mulheres

ADAMO BAZANI

O aplicativo de ônibus do Grupo JCA, Wemobi, anunciou nesta quinta-feira, 15 de abril de 2021, a criação de um número de WhatssApp que vai funcionar como canal de suporte para mulheres relatarem assédio durante as viagens.

O número é fornecido no momento da compra da passagem.

Chamado de weHELP, o canal funciona 24 horas por dia e atendimento é feito por mulheres.

A empresa afirma que os motoristas dos ônibus receberam treinamento para agirem quando forem solicitados pela central de atendimento ou diretamente pela passageira, se assim ela preferir.

Para isso, há possibilidade de a passageira ligar para o motorista por meio de um aparelho de telefone instalado dentro do veículo.

A companhia informou que colocou em seu manual de boas práticas o posicionamento contra assédios e abusos.

Por meio de nota, o diretor executivo da empresa, Rodrigo Trevizan, disse que a iniciativa deve fazer com que as passageiras se sintam mais seguras ao viajar.

“A iniciativa tem o objetivo de trazer ainda mais segurança em nossas viagens, principalmente para as passageiras mulheres. Não aceitamos dentro de nossa comunidade nenhum tipo de comportamento desrespeitoso, que vá contra os nossos valores, e assédio é um deles. Encostar sem permissão, fazer comentários que deixem nossas colaboradoras e/ou clientes desconfortáveis são situações abusadoras e inaceitáveis”,  disse

Na mesma nota, a empresa citou uma pesquisa realizada pelos institutos Patrícia Galvão e Locomotiva, com apoio da Uber, que apontou que 97% das mulheres brasileiras relataram ter sido assediadas em transporte público ou privado no Brasil.

Já um levantamento interno realizado pela Wemobi indica que 75% das usuárias da marca deixaram de viajar sozinhas por ser mulher e 88,9% informou que assédio é um dos fatores que afeta na escolha de uma empresa ônibus. .

“Queremos ajudar a combater este tipo de comportamento dentro das nossas viagens e na sociedade como um todo, exercendo o papel que acreditamos ser o correto”, complemento Trevizan na nota.

O Grupo JCA, além de ser detentor da marca Wemobi, reúne empresas como Viação 1001, Macaense, Viação Cometa, Auto Viação Catarinense, Expresso do Sul, Rápido Ribeirão Preto e Opção Fretamento.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta