Greve de ônibus em Londrina (PR) chega ao quinto dia e Justiça determina que empresas paguem os trabalhadores

TCGL (Transportes Coletivos Grande Londrina) e Londrisul Transportes Coletivos dizem que enfrentam dificuldades financeiras

ADAMO BAZANI

Entrou no quinto dia nesta terça-feira, 13 de abril de 2021, a greve de funcionários dos transportes coletivos de Londrina, no Paraná.

Os trabalhadores protestam contra os atrasos salariais.

Não houve o pagamento integral dos salários pelas empresas TCGL (Transportes Coletivos Grande Londrina) e Londrisul Transportes Coletivos.

As companhias de ônibus alegam dificuldades financeiras geradas pela queda da quantidade de passageiros em decorrência da pandemia.

O juiz Roberto Joaquim de Souza, substituto da 5ª Vara do Trabalho de Londrina, determinou nessa segunda-feira , 12 de abril de 2021, que ambas as empresas paguem em até cinco dias os salários do mês de março .

Quando a greve teve início, em 09 de abril de 2021, o Tribunal Regional do Trabalho determinou que parte dos ônibus voltasse a funcionar, mas com capacidade reduzida.

O TRT atendeu pedido feito pela TCGL, e determinou ainda que os ônibus da empresa retornem nos dias úteis com 70% dos motoristas e cobradores, nos horários das 5h às 9h e das 17h às 20h. Aos sábados e domingos, a circulação dos coletivos deve ocorrer com pelo menos 50% dos funcionários.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Nilson Pereira disse:

    Paguem os salários dos funcionários que ninguém é obrigado a trabalhar de graça

  2. Angelica disse:

    Como que as empresas alegam não ter dinheiro em caixa!? Ônibus lotado,as empresas compram VT,como eles tem a capacidade de alegar que não tem dinheiro!? Ônibus sucateados,peguei um ônibus que fazia a rota Aquiles,em um domingo e o assoalho do mm estava furado….que patifaria virou essa empresa….cai fora daqui….se não consegue pagar funcionários pq entrou novamente na licitação!? Da lugar p outra empresa….já roubaram o bastante por aqui

  3. Rosimeire Nunes dos Santos disse:

    Eu acho um absurdo está empresa continuar depois de fazer os Londrinenses de palhacos

  4. Cris Maya Takahashi Kaefer disse:

    Pior e os pequenos empresários que estão se matando pra pagar as contas, nao estão vendendo e ainda é obrigado a pagar outro meio de transporte como uber ou 99 pros funcionários, mesmo sem ter dinheiro. Cada um tem que honrar seu compromisso, eu to deixando de alimentar minha familia, meus filhos pra poder pagar o transporte alternativo dos trabalhadores. Pois é lei a gente pagar. Enquanto isso as minhas contas pessoais se atrasam. Mas meus funcionarios recebem tudo em dia. A GL londrina sempre teve muito dinheiro, o problema são aqueles que enfiam no bolso. Corrupção tá em todo lugar. Agora os “coitadinhos” não tem dinheiro? E eu que tenho um pequeno negocio local, 2 funcionais mas nao tenho casa propria nem carro próprio pago meus funcionarios certinho, nem que eu tenha que entrar no cheque especial td mês para depois tentar sair. Os funcionarios nunca tem culpa. Se a empresa nao pode pagar, nao contrate, trabalhe o proprio patrão. Assim como eu e meu esposo estamos fazendo. Só quero saber wuem vai me lagar os 60,00 por dia que gasto de uber com meus funcionários. Igual em janeiro. Indignada!!

  5. Zeli apolinario disse:

    Essas empresa deve estar pagando a milícia.deve ser .pois aqui no pr .Londrina tem os tais milicianos.isso já vai desde os primeiros anos do prefeito.

  6. Jurandir Zanirato disse:

    Olá eu estava passando pôr aqui e resolvi dar uma espinhas nós comentários porém o que algumas pessoas disseram é a pura verdade más pensando bem eu acredito que a empresa não paga é porque não que tenho a certeza que os profissionais do RH receberam a gerência também afinal quem paga todos VCS é a mão ✋ pobre ou estou enganado????????

Deixe uma resposta