Extensão de trens de Guapimirim no Rio de Janeiro ficará interditada por tempo indeterminado

Desde a quinta-feira (8), a operação para Guapimirim já está interditada. Foto: Marcos Tinoco/Reprodução Twitter

Até a próxima segunda (12), será informado como ficará a operação para os dias seguintes

WILLIAN MOREIRA

A SuperVia, concessionária responsável pela operação dos trens urbanos no estado do Rio de Janeiro, anunciou a suspensão por prazo indeterminado do atendimento pelo transporte sobre trilhos no trecho entre as estações Saracuruna e Guapimirim devido problemas estruturais em pelo menos três pontes ao longo do ramal por medida de segurança.

Em nota oficial a empresa afirma que após vistoria realizada nessa quinta-feira, 08 de abril de 2021, foi constatado que as fortes chuvas que atingiram a região nos últimos dias provocaram uma “degradação da estrutura física” em três passagens tirando a confiabilidade para a circulação dos trens nestes locais.

Por essa razão entre esta sexta-feira (09) e segunda-feira (12), técnicos vão analisar de forma mais detalhada essas pontes e planejar as intervenções necessárias e como deverá ficar o atendimento a população a partir da terça (13), sendo a decisão comunicada para a população em breve.

Entretanto a SuperVia não informou se colocará ônibus como opção de trajeto ou outra forma de descolamento para os passageiros que precisam dos trens nesta extensão operacional.

Veja a nota da concessionária na íntegra.

“A partir desta sexta-feira (9/04) até a próxima segunda-feira (12/04), a circulação de trens na extensão Guapimirim ficará suspensa totalmente por medida de segurança. Os clientes estão sendo informados pelos canais de comunicação da SuperVia. Em função das fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro nos últimos dias, após vistoria técnica realizada, foi identificada severa degradação da estrutura física de três pontes ao longo da extensão Guapimirim. Para preservar a segurança de todos, a concessionária decidiu suspender temporariamente a operação na extensão, enquanto sua equipe aprofunda as análises técnicas no local a fim de planejar as medidas necessárias. Até a próxima segunda-feira, os clientes serão informados sobre como ficará a operação na extensão a partir do dia 13/04.

 A empresa já havia elaborado um planejamento gradativo para realização de reparos nas pontes, nos próximos meses, mas as condições das instalações pioraram muito nos últimos dias. A concessionária lembra que passa por uma crise financeira sem precedentes em função da brutal perda de receitas com a redução de passageiros no último ano. De março do ano passado até agora, a SuperVia registra uma perda de 90.168.798 passageiros e R$ 488,6 milhões em receita.”

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta