Toque de recolher já vigora no Mato Grosso do Sul para frear avanço da Covid-19

Transporte intermunicipal segue funcionando.

Proibição de atividades e serviços começou nesta sexta-feira em todo o Estado

ALEXANDRE PELEGI

O Governo de Mato Grosso do Sul, à semelhança de vários estados e cidades brasileiras, decidiu decretar regras mais rígidas para reduzir a mobilidade social e frear o avanço da Covid-19.

Conforme Decreto publicado nessa semana, estão proibidos atividades e funcionamento de serviços e empreendimentos em todo o Estado até 4 de abril.

Mesmo as poucas atividades autorizadas deverão seguir normas rígidas, como horário de funcionamento.

O setor de transportes públicos segue em funcionamento.

Outra determinação é quanto à circulação de pessoas e veículos, que só será permitida até às 20 horas, medida que passou a vigorar desde ontem, 26 de março de 2021.

A proibição vai das 20h às 5h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados e domingos se estende das 16h às 5h.

Estão na exceção para funcionar durante a vigência do decreto apenas serviços públicos indispensáveis à vida e à segurança; casos de emergência e urgência; serviços de saúde, transporte, fornecimento de alimentos e medicamentos por delivery, farmácias e drogarias, funerárias, postos de combustíveis, indústrias, restaurantes em postos de combustíveis localizados em rodovias e hotéis; hipermercados, supermercados e mercados e transportes intermunicipais.

Os municípios do estado do MS estão autorizados a adotar medidas de acordo com a situação epidemiológica e as particularidades locais.

Leia o Decreto na íntegra:

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta