Ciclofaixas de lazer são suspensas por tempo indeterminado por causa de pandemia

A partir deste domingo, 28 de março, vias não serão ativadas

ADAMO BAZANI

A SMT (Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes) decidiu suspender por tempo indeterminado o funcionamento das ciclofaixas de lazer na capital paulista.

A medida ocorre “em função da prorrogação da Fase Emergencial do Plano SP e dos indicadores da pandemia no município”

Neste domingo não haverá ativação dos espaços, que atualmente são administrados pela empresa de aplicativo Uber.

Como mostrou o Diário do Transporte, diante do agravamento da pandemia, o Governo do Estado de São Paulo prorrogou a fase emergencial, mas restritiva, para 11 de abril de 2021.

Assim, medidas que proíbem atividades não essenciais e restringem circulação continuam.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/26/doria-prorroga-fase-emergencial/

Após 11 meses sem operação, por causa da desistência do Bradesco em patrocinar os espaços, em 19 de julho de 2020, a Uber assumiu as ciclofaixas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta