Sindicato dos Ferroviários pede inclusão dos trabalhadores da categoria no Plano Nacional de Imunização

Foto: Diário do Transporte

De acordo com a entidade a CPTM não afastou os empregados com comorbidades e com idade acima de 60 anos

WILLIAN MOREIRA

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de São Paulo publicou nesta quarta-feira, 24 de março de 2021, um manifesto público cobrando a inclusão dos funcionários de ferrovias no grupo prioritário para receber a vacina contra o coronavírus.

A entidade que representa ferroviários da Linha 7-Rubi, 10-Turquesa, da MRS e Valec diz também já ter comunicado o governo do estado de São Paulo das suas reivindicações, mas no entanto não foi atendida.

Vivemos um momento de luto por todos os brasileiro, mas, em especial, pelo nossos companheiros ferroviários que se foram devido à covid-19. Não temos a opção de não nos expor, pois lidamos com o público diariamente.

Reivindicamos melhores condições para que possamos continuar prestando um serviço de qualidade. Protocolos como manter distanciamento, usar máscara, usar álcool em gel, medição de temperatura e testagem dos empregados não são cumpridos por falta de material nos setores de trabalho. Além disto a CPTM não afastou os empregados com comorbidades e maiores de 60 anos”, diz parte da nota pública.

Essa ação faz parte do movimento sindical em busca de uma maior visibilidade de problemas por eles relatados e da valorização dos ferroviários, o que inclui visita a estações e postos de trabalho para debater com empregados da CPTM, por exemplo, questões pertinentes ao setor durante a pandemia.

Veja abaixo o comunicado na íntegra:

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulina Rosa de Souza Jacinto disse:

    BOA NOITE BRASIL ISTO É UMA VERGONHA NACIONAL NÓS OS MOTORISTAS DE TRANSPORTES TERRA TRILHOS CÉU E MAR JÁ TERIAMOS QUE TER SIDO OS PRIMEIROS A SER IMUNIZADOS POIS SOMOS NÓS QUE TRANSPORTAMOS O MUNDO INTEIRO PERDEMOS MUITOS COLEGAS DE TRABALHO … ISTO É UMA VERGONHA ETC…ETC…ETC.

Deixe uma resposta