Feira de Santana (BA) tem protesto de rodoviários na manhã desta quarta (24)

Rodoviários em frente às garagens pediam "vacina já"

Ônibus não puderam deixar a garagem até as 6h, quando então foram liberados

ALEXANDRE PELEGI

Um protesto de rodoviários do transporte coletivo de Feira de Santana, no interior da Bahia, paralisou das 4h às 6h desta quarta-feira, 24 de março de 2021 a circulação dos ônibus na cidade.

Um dos motivos do protesto, de acordo com o sindicato que representa a categoria, é a reivindicação de motoristas e cobradores para a vacinação contra a covid-19.

Os rodoviários que atuam nas empresas Rosa e São João também externaram outras reivindicações, manifestando-se contra o atraso nos salários e pelo pagamento do auxílio emergencial para mais de 300 rodoviários desempregados.

Com a paralisação por duas horas a saída dos ônibus sofreu atraso e prejudicou a população que precisava ir para o trabalho.

A prefeitura de Feira de Santa informou em nota que notificou os responsáveis pelo descumprimento das viagens.

Leia a nota na íntegra:

A Prefeitura de Feira foi surpreendida nas primeiras horas da manhã de hoje, 24, com o atraso na saída dos ônibus urbanos das garagens das concessionárias de transporte público após o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (SINTRAFS) determinar que a categoria seguisse movimento de paralisação nacional.

O Governo Municipal, através da Secretaria de Transportes e Trânsito (SMTT), acionou imediatamente a equipe de operações que passou a monitorar a saída dos veículos, restabelecendo, às 6h, a operação deste serviço essencial à população, bem como notificou os responsáveis pelo descumprimento das viagens.

A circulação dos ônibus segue monitorada pelo poder público durante todo o dia a fim de garantir a oferta de transporte público.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta