Durante fase emergencial, Campinas (SP) suspende circulação de ônibus às 23h30 e reduz frota à noite

Mudanças entram em vigor já nesta quinta (18). Foto: Divulgação.

Operação será de hora em hora a partir das 21h

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Campinas, no interior de São Paulo, anunciou mudanças na operação dos ônibus a partir desta quinta-feira, 18 de março de 2021, por conta da fase emergencial de combate à covid-19. A circulação dos ônibus será de hora em hora em todas as linhas a partir das 21h e o serviço será interrompido mais cedo, às 23h30.

Segundo a Prefeitura, o objetivo é colaborar com ações que reduzam a circulação de pessoas e, por consequência, diminuam o risco do contágio ao novo coronavírus.

“Com a determinação do toque de recolher, às 20h, os ônibus do transporte coletivo vão circular até 21h, normalmente. É importante ressaltar que o horário de pico do sistema de transporte é das 16h30 às 19h30, período em que não haverá alterações, também”, informou a Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas), em nota.

O órgão municipal justificou ainda que, como o toque de recolher é às 20h, a população ainda terá uma hora para acessar o serviço na volta para casa. Das 21h até as 23h30, as viagens serão de hora em hora, em todas as linhas, com exceção das linhas que atendem os hospitais e linhas troncais (linhas que percorrem os principais eixos, ligando o bairro ao Centro e Centro-bairro), que terão intervalos menores.

Após às 23h30, o sistema de transporte encerrará a operação. A exceção, das linhas alimentadoras (que ligam os terminais aos bairros), nos terminais periféricos, que aguardam a chegada das linhas troncais para a última viagem. A operação das linhas do Corujão estará suspensa.

BILHETE ÚNICO

O posto da Transurc para a venda do Bilhete Único no Terminal Central, neste primeiro dia de nova operação, vai encerrar as atividades às 22h30. A partir de sexta, dia 19 de março, o fechamento será às 22h.

A Emdec informou ainda que os demais postos da Transurc nos terminais Metropolitano, Vila União, Vida Nova, Barão Geraldo, Ouro Verde, Campo Grande e Mercado a partir desta quinta-feira, dia 18 de março, vão encerrar o atendimento às 21h00.

Para mais informações, os usuários do transporte contam com o aplicativo CittaMobi que informa em tempo real o horário de chegada no ponto, tempos de embarque e desembarque, itinerários e acessibilidade.

Confira as principais linhas que atendem os hospitais públicos de cada eixo, que estão dentro das exceções:

– Hospital Dr. Mário Gatti e Hospital Ouro Verde
Linhas 121 e 131

– Hospital de Clínicas da Unicamp
Linha 332

– Hospital Celso Pierro (PUC)
Linha 212

– Pronto-Atendimento do Padre Anchieta e UPA Metropolitana
Linha 260

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Luciana de Deus Chagas disse:

    Aí se a pessoa tem a possibilidade de usar um horário mais tarde, para utilizar um veículo menos cheio, e gestão pública tira? E assim faz com que mais pessoas utilizem o veículo em um menor espaço… Essa tática não é o ideal para os que precisam estar fora. Os que podem DEVEM ficar em casa, os que não podem, precisam de mais frotas e horarios disponiveis para se exporem menos possível.
    Mantemos os trabalho de todos, dos que estão indo, dos motoristas dos fiscais, sem nenhum prejuízo ao que PRECISAM estar nas ruas

  2. Ricardo disse:

    Funcionários da minha empresa estão reclamando hoje dia 22 de março2021. No sábado dia 20 de março os ônibus as linhas 221, 222, 223, 224 e 228 deixaram de circular a partir as 20hs. Bem antes do horário estipulado e intervalos estipulados pela Emdec.

Deixe uma resposta