Após ampliação da Onda Roxa em MG, horários de ônibus serão alterados

Empresas pedem redução no atendimento devido às medidas de restrição. Foto: Divulgação.

Definição de novas tabelas será divulgada em até 48 horas

JESSICA MARQUES

Os horários dos ônibus de Minas Gerais vão passar por alterações nos próximos dias. A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) firmou, com as empresas concessionárias do transporte coletivo metropolitano, um protocolo emergencial para readequação dos quadros de horários à demanda real de passageiros.

A medida foi tomada após as mudanças motivadas pela vigência da onda roxa do programa Minas Consciente em todo território mineiro. As alterações entram em vigor a partir desta quarta-feira, 17 de março de 2021, conforme anúncio do Governador Romeu Zema, e incluem um toque de recolher.

Relembre:

Zema anuncia onda roxa em Minas Gerais e toque de recolher das 20h às 05h

O novo protocolo no transporte coletivo estabelece os seguintes pontos:

A Secretaria de Infraestrutura terá o prazo de 48 (quarenta e oito) horas para análise dos pedidos de redução de horários realizados pelos concessionários, podendo admitir a redução imediata nos casos em que haja queda brusca de demanda;

As empresas concessionárias terão o prazo de 48 (quarenta e oito) horas para apresentar proposta de aumento de viagens, quando solicitado pela Seinfra;

Caso as empresas concessionárias não apresentem proposta aderente à solicitação de aumento de viagens da Seinfra, a própria Secretaria determinará o quadro de horários a ser cumprido;

Todas as análises de demanda serão realizadas com dados atualizados dos dias imediatamente anteriores, tendo em vista a dinamicidade das alterações em virtude das decisões governamentais.

RECLAMAÇÕES

A Secretaria informou ainda que as manifestações dos usuários do transporte coletivo agora são registradas na Ouvidoria Geral do Estado por meio do telefone 162, dígito 9. O canal receberá reclamações, críticas, elogios e sugestões. O usuário poderá acompanhar o andamento através do protocolo gerado no atendimento. A OGE contatará os pontos focais na Seinfra e no DER-MG para o tratamento das demandas.

Além do telefone, os usuários continuam tendo à disposição os demais canais de atendimento, como o site da OGE e o aplicativo MG APP.

Já as solicitações de serviços, tais como criação de linhas e novos horários, serão mantidas no site do DER-MG e também pelo aplicativo MG APP.

Por sua vez, o Consórcio Ótimo, que reúne todos os concessionários do transporte metropolitano, continuará recebendo as demandas relativas ao Cartão Ótimo.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta