Mercedes-Benz comemora 50 anos da linha OF de chassis de ônibus com mais de 256 mil modelos emplacados

Com mais de 99 mil unidades emplacadas, OF 1721 é o campeão de vendas do segmento de ônibus no mercado brasileiro. Foto: Divulgação.

Durante cinco décadas, foram vendidas mais de 5 mil unidades por ano

JESSICA MARQUES

A Mercedes-Benz do Brasil divulgou nesta segunda-feira, 15 de março de 2021, que alcançou o marco histórico de 50 anos dos chassis de ônibus da linha OF, com motor dianteiro. O primeiro modelo, que começou a ser comercializado em 1971, foi o OF 1313. Atualmente, a linha de chassis é vendida para o transporte coletivo urbano, rodoviário, fretamento e escolar.

Segundo a fabricante, ao longo das cinco décadas, foram emplacados mais de 256 mil modelos OF no mercado brasileiro, o que significa mais de 5 mil unidades por ano.

O chassi OF 1721 é o campeão de vendas do segmento no país. Ao todo, já foram mais de 99 mil unidades do modelo emplacadas, também de acordo com a Mercedes-Benz.

O OF-1721 teve a primeira versão comercializada entre 1998 e 2004. No período, foi campeão de vendas do mercado em todos os anos. Entre 2005 e 2011, com a entrada em vigor da norma Euro 3 no Brasil, ele foi substituído pelo OF 1722. Contudo, a partir de 2012, já na atual versão Euro 5, este chassi de ônibus voltou a receber a denominação OF 1721. Desde então, o modelo seguiu na liderança de vendas em solo nacional.

Em nota, a Mercedes-Benz informou que, ao longo das últimas cinco décadas, os chassis da marca evoluíram em Peso Bruto Total e potência do motor. Também receberam mudanças, como motorização eletrônica com menor consumo e índices mais baixos de emissões, freio ABS, retarder e a suspensão pneumática dianteira e traseira para os modelos 1721 e 1724.

EMPRESA COMPLETARÁ 65 ANOS DE ATIVIDADES

Juntamente com o caminhão L 312, a Mercedes-Benz do Brasil começou a produzir o chassi de ônibus LP 312 já na inauguração da fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, em 28 de setembro de 1956.

Assim, em 2021, a empresa completará 65 anos de atividades no país. Neste período, a Mercedes-Benz sempre produziu os principais agregados, como motor, caixa de mudanças, eixos dianteiro e traseiro, além do quadro dos chassis.

PORTFÓLIO

O portfólio atual da linha OF de ônibus Mercedes-Benz inclui os modelos 1519 (urbano), 1519 R (escolar), 1621 (fretamento), 1721 e 1724 (urbano, rodoviário e fretamento, ambos com versões de suspensão metálica ou pneumática).

“Os modelos OF, assim como todos os chassis de ônibus da marca, são reconhecidos no mercado pela robustez e resistência, bem como ótimo nível de segurança que oferecem aos usuários e ao motorista. Além disso, se destacam pelo reduzido consumo de combustível e pelo baixo custo de manutenção, otimizando o custo operacional para as empresas de transporte”, informou a fabricante, em nota.

FÁBRICA 4.0

Em setembro de 2020, a Mercedes-Benz do Brasil inaugurou a Linha 4.0 de Produção de Chassis de Ônibus, em São Bernardo do Campo.

Relembre:

ÁUDIO: Mercedes-Benz apresenta nova linha 4.0 de produção de ônibus para o Brasil

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Bem pensado…Melhor aprimorar aa sede que fazer filiais pelo país prá depois demitir e fechar…a MBB, assim como GMB, Toyota, fazem um papel de valorização e manutenção de suas fabricas, com redução de custos,,diferentemente do que fez a Ford…

  2. Waldemar Pereira de Freitas Junior disse:

    Pena que SÓ AQUI esse tipo de Chassi jurássico É PRODUZIDO,!! SEM QUALQUER ACESSIBILIDADE( ao contrário dos piso-baixo),Até na ARGENTINA EM ESTRADA ESBURACADAS HÁ PISO-BAIXO.., Um chassi como esse (OF) só é aceitável em condições extremas como estradas de terra,ou com aclives,o que de fato,não é a realidade de 80% das capitais brasileiras. Fruto de uma LEGISLAÇÃO DO ATRASO COM A CONIVÊNCIA DA MONTADORA, QUE AO LADO DE OUTRAS,TAMBÉM posterga qualquer medida que represente um avanço em relação a mobilidade(haja vista o elevador nos ônibus rodoviários),fazendo LOBBY para que legislações mais rígidas não sejam aprovadas, para não afetar o lucro..ao contrário do que acontece na EUROPA, onde a história é outra..

Deixe uma resposta